h1

Quanto menos se tenta, mais se consegue

agosto 4, 2007

Ao estar lendo um livro, senti-me tocado em escrever alguma parte dele aqui.
[Que possamos meditar]

É algo em que Deus acredita. Em João 15:2, o próprio Cristo diz: “Todo ramo que, estando em Mim, não der fruto, Ele o corta[tentar menos]; e todo o que dá fruto limpa, para que produza mais fruto ainda[conseguir mais].” Ao podar uma árvore, você não somente se livra dos ramos mortos, mas também remove os ramos que não estão produzindo. Você elimina a folhagem em excesso, a qual atrapalha o surgimento de frutos e sorve a energia da árvore.

Mas a folhagem não é algo bom? Aqueles ramos não produzem alguns frutos? A resposta para ambas as perguntas é “sim”. Contudo, para que a sua árvore produza o máximo possível, você terá que podar até mesmo algumas partes que você considera boas. Somente assim ela poderá ficar carregada de frutos. Dá para ver o paralelo em nossa vida? Se queremos ser cristãos e realmente prosperar, teremos que remover não somente o que existe de mal em nossa vida, mas também muitas coisas boas. Muitas vezes, o bom é aquilo que nos impede de conseguir o melhor e verdadeiramente alcançar nossas metas. É aí que muitas pessoas sinceras falham em obter a experiência de Deus pela qual anseiam. Ao deixarem o mundo, deixam o mal para trás . Porém, as igrejas têm tantas coisas “boas” para substituir as más que muitos cristãos nunca sequer questionam se o bom não os está afastando do melhor. E é exatamente isso que acontece em inúmeros casos. Estamos tão estressados e carregados, não com as preocupações deste mundo, mas com as alternativas de ministrar ao mundo, que não temos tempo de aperfeiçoar um verdadeiro caráter cristão. A tentação que está sempre diante de nós é a de pensarmos que, por fazermos coisas boas, somos pessoas boas. Não conseguimos entender que o bom é o pior inimigo do melhor. Nosso objetivo não é tornar-nos boas pessoas; é tornar-nos iguais a Jesus. E isso, amigo, é o que há de melhor. O problema é que é mais difícil eliminar o que há de bom em nossa vida do que o que há de mau.
Vida Plena de Poder [Casa Publicadora Brasileira], páginas 90 e 91.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: