h1

Que

dezembro 3, 2007

Olá!

 

Desculpem-me, mas semana passada já cheguei falando e nem me apresentei, nem nada. Ainda bem que durante a semana, após meu post, Franzé me apresentou. Mas ficou faltando uma coisinha, esquecemos de falar que ficarei revezando os posts da segunda com o Guilherme sobre o mesmo tema: comunhão e vida do Cristão. Guilherme estuda História e gosta bastante de escrever também. Então, hoje estou postando um texto que ele escreveu, ok?

 

Desde já, muito obrigada pelos comentários do post passado. Espero mesmo a contribuição de vocês para que possamos compartilhar testemunhos, experiências e conhecimento sobre a nossa vida ao lado de Deus.

Abração,

Tatyanne.

Alguma vez você já parou para pensar na utilidade do QUE? Sobre QUE?! Sim, QUE! Usamos essa minúscula palavrinha de várias maneiras em nossa vida. Desde que nascemos, procuramos saber: – “Será QUE vão me dar algo?” – seja atenção, carinho, mamadeira ou mesmo o novo brinquedo tão sonhado. Porém sempre parece faltar algo. Vamos crescendo e também aumenta o sentimento da falta de alguma coisa, de um QUE a mais. Na adolescência pensamos ter achado esse QUE quando exclamamos: – QUE garota (o)!! E assim quebra-se a inocência infantil e entramos numa fase de perguntas. Começamos então a usar o ‘por QUE’. “Por QUE sou rejeitado?” “Por QUE o mundo é assim?” “Por QUE tenho de ter respeito para com os meus pais?” “Por QUE tenho de seguir a Deus?”.

O tempo continua a fluir e essa fase cheia de questões, nem sempre com as respostas achadas, passa. Então outra forma de pensar pode aparecer: QUE desejo mais? Desejo QUE eu tenha mais dinheiro, para QUE eu possa comprar mais coisas e para QUE todos me vejam como um vencedor. E, como nessa frase que passou, sem nem notarmos direito assim também surge o ‘para QUE’. “Para QUE tudo isso?”. E continuaremos com eternas dúvidas da adolescência se não pararmos e deixarmos ‘O QUE’ agir.

O QUE é simples e direto, pois Ele é O QUE precisamos em todos os momentos; Ele é O QUE a mais, talvez ausente até agora. Ele é O QUE nasceu, sofreu e morreu por nós; O QUE ressuscitou no terceiro dia. O QUE advoga junto ao Pai por nós. “O QUE nos confirmará também até ao fim, para sermos irrepreensíveis no dia de nosso Senhor” pois Ele é O QUE “há de vir em glória e luz”. Que possamos sempre lembrar e ter comunhão com O QUE importa: JESUS.

Guilherme Hugo

Anúncios

3 comentários

  1. Que interessante o jogo de palavras! Muito bom o texto, parabéns Guilherme =]. Continue a postar textos interessantes com um fundo espiritual! Até mais!


  2. Very Nice Johnsooon ! Pura verdade o que suas palavras exprimiram. Belo texto !


  3. “Que” texto. “Que” pode ser, gramaticamente falando, uma simples conjunção, porém, bem que poderia indicar um verbo, ou mesmo um substantivo: Deus realmente é o “que” da questão, é o “que há” em matéria de amigo e é aquele que é tudo. Valeu, guilherme pelo texto.



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: