h1

Conhecendo a palavra

dezembro 19, 2007

 

“Toda Escritura é divinamente inspirada”

I Tim. 3:16 e 17

“Nascida no Oriente com sua vestimenta e imagem orientais, a Bíblia avança pelos caminhos de todo mundo ganhando familiaridade, penetrando todas as terras, encontrando-se em todas as partes. A Bíblia tem a faculdade de falar em centenas de idiomas ao coração do homem. Chega ao palácio para dizer ao monarca que ele é um servo do Altíssimo e à choupana para garantir ao camponês que ele é um filho de Deus. As crianças maravilhosas e embevecidas escutam suas histórias e homens sábios as consideram parábolas de vida.

A Bíblia contém uma palavra de paz para todo o tempo de prova, uma palavra de conforto para o dia de calamidade, uma palavra de luz para a hora de trevas.

Ninguém que possua este tesouro é pobre ou abandonado. Quando o vacilante peregrino avança para o chamado “vale da sombra da morte” não teme penetrá-lo. Ele toma o bastão e o cajado da Escritura em sua mão e diz ao amigo companheiro: Adeus, até nos encontrarmos novamente. É confortado por aquele apoio e segue o trilho das trevas para a luz”. (Henry Van Dyke)

Ao criar o homem a comunicação da natureza com o Criador era face a face. Com a entrada do pecado esta comunicação foi interrompida. Então Deus, por meio de Cristo, passou a comunicar-se com os homens através de profetas a quem Ele revelava a Sua vontade em forma de sonhos ou visões (Num 12:6).

“Durante os primeiros vinte e cinco séculos da história humana, não houve revelação escrita, os que tinha sido ensinados por Deus comunicavam seu saber a outros; e esse saber era transmitido de pai a filhos, através de gerações sucessivas” – Conflito dos Séculos pág. 7.

Com o abreviar-se da vida humana pela proliferação do pecado, a capacidade mental diminuiu e começou a se intensificar mais ainda a apostasia, então, Deus ordenou a Moisés que escrevesse a verdade divina. – Êxodo 17:14 é a primeira referência bíblica à escrita. A Bíblia começou a ser escrita cerca de 1.500 anos antes de Cristo, quando Moisés, “nos desertos de Midiã… passou quarenta anos como pastor de ovelhas” (Educação pág. 62) e sob a inspiração do Espírito Santo, escreveu o livro de Gênesis bem como o livro de Jó.” – Comentários de E.G.W vol. 3 pág. 1140.

Sua conclusão deu-se aproximadamente 1.600 anos depois, quando João, o discípulo amado, estava banido na ilha de Patmos — “uma ilha Arida e rochosa no mar Egeu” que havia sido escolhida pelo governo romano para banimento de criminosos… Aqui, afastado das afanosas cenas da vida”, ele “recebeu instruções para a igreja por todo o tempo futuro”. – Atos dos apóstolos págs. 570 e 571

Durante esses 1.600 anos, cerca de 40 autores — entre eles haviam sábios, profetas, reis, pastores de ovelhas, pescadores, um médico e um fabricante de tendas — escreveram os 66 livros que formam a Bíblia, em lugares e situações as mais adversas… Grande número deles não só se conheciam, muito menos tiveram qualquer contato entre si; porém seus escritos se harmonizavam como um todo sem nenhuma contradição.

O QUE FAZER PARA ENTENDER A BÍBLIA?

 

-Ler (I Tim. 4:13)

-Ocupar-se com ela (I Tim. 4:14) –

-Meditar (I Tim. 4:15)

-Comparar uma parte com outra (I Cor. 2:13) 

-Obedecer ( João 7:17)

-Iluminar a vida (Salmo 110: 105)

-Seu estudo serve para: ensinar , advertir, instruir na justiça, aperfeiçoar (II Tim.3:16-17)

-Livrar de pecar (Salmo 119:11)  

-Tornar a pessoa feliz (Apoc. 1:3)

Concluiremos no post de hoje convidando vocês a analisarem de forma meditativa as palavras do Dr. Cummings:

“A Palavra do nosso Deus subsiste eternamente” (Isa. 40:8). Diz o Dr. Cummings: O império dos Césares passou; as legiões de Roma jazem no pó; as avalanches que Napoleão arremessou sobre a Europa se desfizeram; o orgulho dos faraós ficou abatido… mas a palavra de Deus ainda sobrevive. Tudo quanto ameaçou extingui-la apenas logrou ajudá-la a sobreviver; e isto prova cada dia quão transitórios são os mais nobres monumentos que os homens podem construir, e quão perdurável a menor palavra proferida por Deus. A tradição cavou para ela uma sepultura; a intolerância para ela acendeu muitos fogos; muitos Judas a têm abandonado; mas a Palavra de Deus ainda permanece” – ( Adelaide Bee Evans, citado no livro Princípios de Vida pág. 24).

–>Para baixar este texto em espanhol clique aqui
–>Para descarregar este texto en español clic aquí


Até a próxima semana,
Pr. Jeú

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: