h1

Tenor, Baixo, Contralto, Soprano e… PLAY-BACK!

janeiro 12, 2008

Olá pessoal! Estarei escrevendo a partir de hoje aos sábados. Tentarei não ser mais nômade e me fixar nesse dia!

Gosto muito de instrumentos musicais e vou nesse primeiro post “puxar a sardinha” para o meu lado. Se você SÓ gosta de música à capela (somente com vozes), pode parar de ler esse texto. Mas se você gosta de teclado, guitarra, violão, sax, clarinete e afins; me responda: temos quantos conjuntos adventistas bem conhecidos? Refrescando sua memória: Novotom, Prisma, Expressão Vocal, Art’Trio… A lista segue sem maiores dificuldades. Quartetos, então: Arautos do Rei, Communion, Ministry… Agora, pacientemente após tantas perguntas, a última indagação: qual grupo adventista, com um instrumental participativo (não pense nas bandas que acompanham grupos ou só as que gravam no estúdio), que você conhece? Difícil? Pois é, desculpe-me a possível ignorância, mas lembrei-me apenas do Ministério de Louvor Está Escrito. Essa escassez se reflete na grande quantidade de grupos vocais que temos espalhados em nossas igrejas, mas que não têm instrumentos em sua formação: são escravos do play-back.

Nunca escondi minha recusa aos play-backs. Penso que Deus nos dá dons em variadas áreas, e temos que desenvolvê-los. Então, se temos um piano em nossa congregação e pessoas que o tocam, para que CDs tocados de hinário, do ministério jovem e os demais louvores congregacionais? A equação é simples: quanto menos usamos os dons para louvar a Deus, menos os teremos. Logicamente que é difícil lidar com pessoas, e quanto mais integrantes num grupo as complicações de reunir todos e ensaiar aumentam. Para harmonizar as vozes com os instrumentos então nem se fala. Até achar pessoas disponíveis para tocar já é difícil. Mesmo assim o esforço vale a pena, pois a emoção e a expressão passada em um louvor sincero por quem está cantando é similar aos que os instrumentistas também podem passar. Uma simples inovação tocada ao vivo de uma canção já conhecida estimula nossa criatividade, dá vida e sentimento em contrapartida da mesmice robotizada do play-back!

Cada religião tem suas características próprias que a distingue das demais, e na musicalidade também é assim. A qualidade vocal dos cantores e grupos adventistas é notável (até amigos de outras denominações já comentaram isso comigo), chegando ao ponto de alguns acharem que não há comparações com a música adventista. Mas repito que ficamos devendo na instrumentalidade. Temos igrejas que chegam a não permitirem o uso de guitarras ou baixos. Dizem ter medo da possibilidade dos guitarristas e baixistas usarem mal seus dons. Outros citam que guitarra é coisa de roqueiro, e o rock é do inimigo. Mas se pensarmos assim, até o mais aceito piano (e há pesquisadores os quais dizem que o seu uso se popularizou nos cabarets e “clubes sociais” europeus) está sujeito a mau uso. Então abandonaremos tudo e cantaremos sem nenhum acompanhamento musical?

Creio que tudo isso atrapalha o desejo de nosso Deus, de usarmos em plenitude TODAS as nossas capacidades para abreviar a volta de Cristo. Um novo ano está começando. Por que não aproveitá-lo para quebrar preconceitos musicais, descobrir, usar e aprimorar seus talentos instrumentais?

Até a próxima,

Guilherme Hugo

post.jpg

Anúncios

17 comentários

  1. Muito bom o post. Estava comentando hoje até com um colega da batista, q elogiou a nossa igreja quanto a qualidade vocal dos grupos que temos, mas q não investimos em intrumentais.
    Tem muita gente boa q aprende a tocar algum instrumento e depois desiste de usar seus dons. É uma pena.
    Tb sou a favor da música ao vivo a usar play-backs, principalmente em igrejas grandes que conhecemos onde tem tanta gente que sabe tocar, mas por algum motivo não exercem.
    Abração


  2. Amoor!
    Até que você conseguiu me convencer, hein?!
    Tô brincando!
    Realmente, a nossa igreja precisa valorizar mais nossos grandes talentos.
    Bjs


    • e eu tb con cordo com tudo oque vc falou…
      as vezes fico muito triste come essas pessoas que nao usam seus dons…pois eu gostaria de saber cantar bam pra valer,usar algum instrumento até msm e nada diisso sei.
      digoo pra tds que deus deu um dom usem e glorifiquem a deus pois ele é digno de td lovor.

      amor’es ;-
      bjinhos 🙂


  3. você tem razão quando diz que da mesma forma que a guitarrra pode afeta o piano tb
    o problema é……..
    o preconceito existe….. esses dias fui na casa publicadora aqui perto e fui comprar um cd e eu disse que eu congregava em tal igreja de tal localidade voce sabe o que a guria me respondeu????
    ah!!! eu sei qual é. eu frequentei um tempo lá… mas eu sai…. eles são “mortos”…. não perceb que os tempos mudaram………..
    sabe eu concordo com voce quando voce diz abandonemos o play back eu louvo em minha congregação e realmente a musica é um ministerio abençoado…….
    devemos saber discenir o que é bom o que é errado é logico que nao iremos chegar e tocr uma musica super agitada e que lembra musicas de rock ( como existe hoje) mas não faz mal. afinal deus nos deu este dom……..

    devemos para de criticar mais tambem devemos saber se´parar..

    beijos espero ter ajudado……


  4. Meu caro irmão a sua colocação é válida,só tem um detalhe, eu quero saber o que espírito de profecia fala a respeito deste assunto, essa é a sua opinião, trazendo para o lado espiritual deste comentário.O que você tem a me falar?.


  5. gostei muito. realmente nossa igreja tem que valorizar os talentos que temos. Mas tambem os jovens tem que se dedicar e buscar sempre a excelencia. Pois ninguem vai dar oportunidade a uma pessoa que é mais ou menos.


  6. Oi, Tudo bem?
    Poxa, eu gostaria muito de saber se a minha voz é soprano ou contralto!
    Tem como voce me ajudar a descobrir isso..
    Me mande uma mensagem pelo e-mail é rhayssa-brum1996@hotmail.com e esse e-mail tbm é do meu orkut e msn!!
    Bjs, espero por respostas!!


  7. Gostei muito do que vc disse!!!
    Também adoraria que na minha
    igreja não fosse necessário
    o uso do playback, mas eu amo
    cantar, e fazer o que né?!?
    usamos em nossa igreja, aqui em
    Diamantino, apenas o piano, é uma pena.
    É bem mais emocionante quando um grupo toca
    e o outro canta!!!
    Bjim..
    Blenda Dias!!!


  8. eu costumo canta na igreja mais ainda nao sei ao certo se minha voz e soprendo mais quero ajuda para consergui uma cantora q a voz seja soprendo para melhora a minha vida
    agradeço por tudo


  9. eu as vezes canto na igreja, só as vezes pq não conheço cantoras q cantam minha voz, só algumas com Melissa barcelos, Regina mota, Sonete. apenas essas!!


  10. com isso a volta de jesus fica mais proxima, q/ trabalho maravilho.


  11. Kra os dons que essa igreja recebeu foi revelado quase que exclusivamente para Nós Adventistas, mas sabemos que existem pessoas muito boas na música em outras igrejas.


  12. Olá!!
    Gostaria de saber se alguem tem material de teorias vocais,?
    poxa se se tiverem agradeceria se me mandassem!!!!
    POis n tenho tempo de ter aula de canto e na minha cidade tem ninguem disponivel a dar…
    Grata!


  13. Acesse o nosso site, lá vc vai encontrar composições p/vc louvar, meditações , poesia, dicas e muito muita informação acesse


  14. Dei só uma olhada “por cima” e acho que tem muita coisa boa por aqui.Parabéns!


  15. independente de pb ou estrumental,o importante é q Jesus saia glorificado


  16. O irmão deixou bem claro o que acha, usando, expressão (CREIO). Leia o que diz, a filosofia ADVENTISTA do SÉTIMO DIA com relação à música !



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: