Archive for fevereiro \29\UTC 2008

h1

Realidade Virtual

fevereiro 29, 2008

Nos últimos anos temos sido telespectadores de grandes avanços na área da tecnologia. Há 15 anos, ter internet no Brasil era simplesmente um sonho bem distante. No entanto esta, hoje, já faz parte da nossa vida nas atividades mais simples, como: Pagamento de contas, comunicação com os amigos, busca de informação sobre um determinado assunto, entre outros. São perceptíveis as mudanças que vêm ocorrendo neste âmbito, iniciado assim uma nova era no sentido da interação homem-máquina, pois a maneira com que os humanos interagem com essa, faz com que cada vez mais seu estilo de vida mude bastante.

Um dos últimos avanços nessa área foi a notícia de que engenheiros da Universidade de Washington usaram técnicas avançadas de fabricação para combinar uma flexível e segura lente de contato e circuitos eletrônicos integrados que poderiam ser usadas nos olhos como qualquer outra lente de contato. Isto certamente é um produto que quando estiver disponível para uso irá modificar ainda mais as nossas vidas. As lentes poderão servir para substituir telas de computadores, TVs, e até nos dar super-poderes (visão de longo alcance, quem sabe!).

Que isto vai acontecer todos nós sabemos, é claro, se Nosso Senhor Jesus não voltar antes. Mas a grande questão, é: Será que estamos preparando as nossas vidas como cristãos para enfrentar este mundo de hoje, sendo ele também o mesmo no qual viveremos até o Grande Dia? Será que as novelas, o MSN, o Orkut, não estão roubando o nosso tempo de comunhão com Deus, o tempo de relacionamento com as nossas famílias, a atenção que deveríamos dedicar as nossas namoradas(os) ou esposas(os)? A cada dia Satanás tem tornado as suas armadilhas menos notórias, fazendo com que uma batalha intelectual intensa venha sendo travada em nossas mentes.

Certamente temos que buscar a cada dia forças em Deus para vencer e ultrapassar as dificuldades impostas pela astúcia de Satanás. Somos dotados de uma sabedoria provinda dos céus, e dessa forma, o esperado é que estejamos preparados para os desafios que estão por vir, sendo cristãos com hábitos saudáveis e com mentes limpas para termos um bom relacionamento com Deus. Dessa forma, estaremos mostrando através de nossas atitudes, que somos pessoas que escolheram ter a Cristo em primeiro lugar no coração.

—————————–

Fonte: Boletim da Igreja Adventista de Boa Viagem, por Marcondes Ricarte.

Anúncios
h1

Na mídia

fevereiro 26, 2008

Como líder de Comunicação da igreja que freqüento, tenho percebido o quanto a Adventista do Sétimo Dia tem “aparecido” na mídia. O auge foi no dia 23 de janeiro deste ano, quando a matéria sobre longevidade realizada por Ana Paula Padrão (programa SBT Realidade) foi transmitida. A reportagem apontava os segredos de como obter vida longa dos moradores de Loma Linda. Entre os fatores influenciadores na longevidade dos cidadãos da Califórnia, estavam o vegetarianismo e a fé dos adventistas da cidade.

Uma matéria semelhante já havia sido publicada pela National Geografic, em 2005. Porém, foi após a de Ana Paula Padrão que a Adventista ganhou mais visibilidade. O jornal O Globo e o programa Fantástico (deste último domingo) também realizaram matérias sobre o assunto. Já no sábado (23), tivemos o lançamento oficial da terceira edição do projeto Vida por Vidas. Aqui em Pernambuco, alcançamos grande espaço em jornais, rádios e telejornais locais.

Após tanta repercussão da igreja, fiquei pensando nas profecias. A mensagem realmente está sendo pregada a toda nação. De uma forma ou de outra, a sociedade agora está tendo a oportunidade de ouvir ou conhecer a Igreja Adventista. Além de acreditar que este é o momento para estarmos preparados para a Segunda Vida de Cristo, penso que podemos ajudar neste papel de levar essa mensagem. Vamos aproveitar essa visibilidade para mostrar àqueles que não conhecem a Cristo que a esperança é Jesus!

Boa semana para todos.

Abraço!

h1

Enganados pela Nova Era

fevereiro 25, 2008

Gostaria de analisar três pensamentos da Nova Era à luz da Bíblia:
– ela não é uma religião;
– é uma evolução das religiões e
– ajuda os cristãos a serem melhores cristãos.

Será que isto é verdade? Vamos analisar ponto a ponto:

Primeiro: os propagadores do movimento Nova Era em suas propagandas insinuam que este movimento não é uma  religião; é um movimento que unirá todas as religiões (vem daqui o pressuposto muito comum entre o povo de que todas as religiões são boas, porque todas levam a Deus); Para analisarmos isto, lembremos que a palavra religião vem de re-ligar; toda filosofia que tende a aproximar o homem da divindade – religar – mesmo que se suponha esta divindade dentro do próprio homem, como falam algumas correntes, é, sim, uma religião.

Segundo: Outra idéia de que discordamos é a de que a Nova Era é uma evolução das religiões, do pensamento humano; Atribuem a quem não comunga com seus pensamentos o rótulo de conservadores retrógrados; Na verdade, a Nova Era não é uma evolução de filosofias ou estado espiritual do homem. A sua filosofia básica: a de que podemos evoluir  constantemente, até chegarmos a ser divindades foi apresentada pelo inimigo, no Jardim do Éden a Eva: “Sereis como Deus” e “certamente não morrereis”;

Terceiro: Outra afirmação falsa: a de que a Nova Era ajuda as pessoas de cada religião a viver melhor as suas religiões; Ajudaria melhor os cristãos a viver o seu cristianismo. Não existe comunhão possível entre o cristianismo puro e a Nova Era. Isto pode ser demonstrado:
1) pela diferença entre as fontes de suas doutrinas;
2) sobre o que cada linha de pensamento fala sobre Jesus e;
3) as próprias palavras de Jesus, principalmente sobre o futuro próximo do Mundo.
4) Fonte Das Doutrinas

A Nova Era não tem líderes, porém o seu pensamento é uniforme em todo o mundo, porque a inspiração de sua filosofia é a mesma em todas as correntes espiritualistas, seja ela descrita como sendo espíritos iluminados com maior evolução, ou espírito dos mortos; O cristianismo tem sua base de sustentação na Bíblia; Esta se estudada, séria e objetivamente, mostrará que os mortos não tem consciência, que o povo de Deus não deve consultar necromantes (espíritas), videntes, astrólogos e que as únicas entidades espirituais que poderiam assumir o papel de espíritos desencarnados seriam os anjos caídos, em sua vontade de enganar e desencaminhar as pessoas do relacionamento puro e verdadeiro com Deus.

As pesquisas teológicas sérias tem mostrado a unidade da inspiração – divina – da Bíblia e como ela não teve alterações significativas nestes milhares de anos desde sua escrita original. Isto está sendo corroborado agora pelas pesquisas nos Manuscritos do Mar Morto onde livros inteiros do Velho Testamento – transcritos aproximadamente na época em que Jesus viveu entre nós – estão sendo recuperados e constatados serem o que nós temos nas nossas Bíblias. Deus conservou a Bíblia mesmo na Idade Média e na Idade da Razão (revolução francesa,…), quando ela foi deliberada e extensivamente
atacada.

Outros fatores de prova da inspiração divina da Bíblia são as predições de acontecimentos que viriam a acontecer e  realmente aconteceram como a Bíblia registrou: O período quando Jesus – o Messias – deveria nascer e a forma de sua vida e morte, a sucessão dos reinos na estátua de Daniel, a queda e levantamento dos reinos preditos por Ezequiel, a morte dos filhos do reconstrutor de Jericó, a queda e assolação de Jerusalém pelos exércitos romanos e muitas outras.

A maior prova, entretanto, da inspiração divina da Bíblia está no poder que suas palavras tem de transformar vidas  humanas. 2) Quem É Jesus Nos ensinos da Nova Era, a palavra Cristo quer dizer “iluminado”. Assim equiparam Jesus Cristo a Buda, a Maomé e a outros, chegando mesmo a falar que Jesus Cristo teria sido um espírito iluminado de escala menor, que foi conduzido por um espírito iluminado de escala maior, Maitreya. Após Ter a pessoa ter se interessado – através da adaptação de algumas das palavras de Jesus – pelos ensinos da Nova Era, ele é levado a fundamentar a sua filosofia nos gurus da Nova Era, espíritos ou médiuns: Helena Blavatski, Alice Bailey, Saint-Germain, e outros.
 
A partir deste ponto as palavras de Jesus Cristo passam a valer cada vez menos. Principalmente as advertências [Isto me foi comunicado por alguém que pertenceu ao movimento]. Na verdade, o significado bíblico da palavra Cristo é “o ungido” [e não “o iluminado”]. Como eram os reis e sacerdotes da época bíblica. Indica que Jesus Cristo é o único rei e sumo-sacerdote; poderoso e único intercessor entre o homem e a divindade.

As Palavras De Jesus/O destino do Mundo Todas as filosofias e religiões englobadas pela Nova Era são unânimes em prever um futuro brilhante para o Mundo, cada vez melhor, contínua e progressivamente. Atos de unificação e concórdia mundial já estão sendo creditados ao novo líder, Maitreya, que está sendo esperado como o líder da Era de Aquário, numa clara indicação de continuidade (veja www.ddnet.es/share_ediciones). Nosso Senhor Jesus Cristo declarou em Seu sermão profético, em São Mateus 24 e 25 e em São Lucas 21 que no período do fim do mundo aconteceria: O aparecimento de falsos profetas (Mat. 24:24); Que estes falsos profetas dizendo ser Cristo, enganariam quase todo mundo (Mat. 24: 4, 5, 11 e 24);

Que muitos que “professavam” ser seguidores de Jesus, na verdade não o eram e seriam rejeitados por Ele, quando do Seu retorno à Terra. Que os falsos cristos apareceriam em vários lugares – Mat. 24:26 – (podemos ter certeza de que hoje seria também em cadeia global de rádio e TV), mas que somente o verdadeiro apareceria no Céu visível como um relâmpago para todos ao mesmo tempo, na Terra (Mat. 24:27; Luc. 21:27) – e este será o maior sinal de diferenciação entre o falso e o Verdadeiro. Uma ruptura/descontinuidade da história do mundo; os justos serão levados para o Céu com Jesus (Mat. 24:31). Os mortos bons ressuscitarão, como diz São Paulo nos lindíssimos versos de II Tessalonicenses, cap. 4. Portanto não poderão estar desencarnados, nem Ter reencarnado.

CONCLUSÃO
Estas ocorrências nos devem levar a Ter uma postura séria sobre os fatos que estão a ocorrer e a importância de: separar o erro da verdade; nos preocuparmos agora com nosso destino de conseqüências eternas (que poderá estar muito próximo, pois a morte, infelizmente, pode estar na próxima esquina); ajudar outros a terem uma visão mais aberta e esclarecida sobre os movimentos místicos de final de milênio. Um dos conselhos mais significativos de Nosso Senhor Jesus Cristo para quando virmos estes fatos começarem a ocorrer está registrado em Lucas 21:28: “Ora, quando estas coisas começarem a acontecer, olhai para cima e levantai as vossas cabeças,porque a vossa redenção está próxima”.

O apóstolo São Paulo em II Coríntios descreve que não podemos nem ao menos imaginar as coisas que Deus preparou para nós, no futuro, de tão boas que são. Esta afirmativa deveria nos fazer refletir seriamente sobre a importância de conhecermos realmente a Deus – como só a Bíblia pode fazê-lo – através de Jesus e estabelecermos uma relação de companheirismo e comunhão com Ele através da oração. Se hoje aparecesse alguém em cadeia mundial de rádio e TV, dizendo ser o novo cristo, você acreditaria? (São Paulo escreveu que Satanás tem poder para se transformar num anjo de luz…).

Você conhece suficientemente bem o Deus da Bíblia para diferenciá-Lo de imitações? Temos tudo a ganhar ou a perder. E o que ganharemos começa com uma nova vida, mais feliz, logo aqui, agora, com Jesus.Espero, sinceramente, ter enriquecido o seu ponto de vista e ter ajudado você a fazer a sua melhor escolha.

Enganado pelo Nova EraRecomendo a leitura do livro “Enganado pela Nova Era” pois nos mostra como a Nova Era esta entrando aos poucos em nossas vidas.

Vinicius A. Miranda

h1

Como Votar

fevereiro 16, 2008

PERGUNTA: Gostaria uma explicação quanto ao assunto de votar, pois fiquei muito curioso ao ver esse texto o outros de Ellen White?

“O Senhor quer que Seu povo enterre as questões políticas. Sobre esses assuntos, o silêncio é eloqüência. Cristo convida Seus seguidores a chegarem em unidade nos puros princípios evangélicos que são positivamente revelados na Palavra de Deus.

Não podemos, com segurança, votar por partidos políticos; pois não sabemos em quem votamos. Não podemos, com segurança, tomar parte em nenhum plano político. Não podemos trabalhar para agradar a homens que irão empregar sua influência para reprimir a liberdade religiosa, e pôr em execução medidas opressivas para levar ou compelir seus semelhantes a observar o domingo como sábado.

O primeiro dia da semana não é um dia para ser reverenciado. É um falso sábado, e os membros da família do Senhor não podem ter parte com os homens que o exaltam, e violam a lei de Deus, pisando Seu sábado. O povo de Deus não deve votar para colocar tais homens em cargos oficiais; pois assim fazendo, são participantes nos pecados que eles cometem enquanto investidos desses cargos.” (Fundamentos da Educação Cristã pág.475)

RESPOSTA: Creio que o texto é bastante claro: não devemos votar motivados tão-somente pela sigla partidária. Devemos, sim, avaliar o condidato como pessoa. Conhecer suas propostas, seu estilo de vida e, principalmente, sua relação com o assunto liberdade religiosa

Votar é uma questão de cidadania e devemos exercer esse direito com sabedoria e prudência. Desde que esse direito não conflite com nossos princípios religiosos (que devem estar acima de qualquer outra coisa), podemos e devemos exercê-lo.

Respondido por: MICHELSON BORGES

h1

Cristãos-Estilos Musicais

fevereiro 16, 2008

Faz tempo! Com a correria desse período de carnaval ficou complicado escrever. Mas inspirado na folia (dos outros!!), pensei em algumas classificações de cristãos.

Grande parte, dos que gostam de axé, também acham uma boa coisa ficar – nas micaretas e nos blocos – olhando pra cima o tempo todo atrás das “estrelas” que tocam, cantam e dançam nos trios-elétricos. A festa passa e o que fica é o corpo e a mente cada vez mais cansados e vazios. Isso também está presente no Cristão-axé: vai aonde tem “agito”. Não perde um acampamento, uma Campal e muito menos um Campori. Admira os cantores e pregadores que ele vê nesses eventos. Com isso sua chama até se acende ao se sentir tocado pelas mensagens, mas – como no dia seguinte do fã de axé – por falta de comunhão a chama se apaga. Tal qual a parábola do semeador, sua semente germina mas morre entre as pedras.

Podemos falar muita coisa dos fãs de heavy metal, mas uma coisa é verdade: na maioria, eles são fiéis ao som que gostam. Talvez, após tantas críticas ouvidas de que seu estilo(?) é puro barulho, eles se apegam cada vez mais aos berros e distorções pesadas. Extravasam balançando a cabeça repetindo os gestos dos músicos. Outra característica é sua indumentária sempre escura e cheia de adereços (brincos, pulseiras, colares…). Costumeiramente se fecham aos outros estilos musicais, inferiorizando-os. Não é necessário ao Cristão-heavy metal trajar preto, ter botas de cano longo e muito menos usar calças de couro… Mas similar aos metaleiros, ele se apega muito a algo, e no seu caso é a Igreja (como prédio). Chega sempre meia hora antes dos cultos começarem, briga com as crianças pelo barulho que elas fazem, reclama que está faltando isso ou aquilo no templo… Endurece cada vez mais as relações com os outros membros, e chega a pensar que só obras são suficientes para seguimento do evangelho. Em comparação com os fãs de heavy metal e suas aversões aos outros estilos, rejeita as idéias dos outros, se isolando ao achar que sempre está certo. Assemelha-se aos fariseus dos tempos de Jesus, importando mais parecer do que ser.

A Bossa-Nova é um gênero musical surgido no Brasil, na segunda metade do século passado, que uniu influências principalmente do jazz, do samba-canção e do choro. A simplicidade na quantidade de instrumentos (muitas vezes só voz e violão) e na divisão rítmica contrasta com a grande elaboração dos arranjos e das letras. Nas canções calmas, entretanto, muito bem compassadas o estilo de vida dos interpretes muitas vezes se reflete; e a inspiração dos temas quase sempre gira em sentimentos e um tom melancólico se faz presente. O Brasil já teve até um presidente dito bossa-nova – Juscelino Kubitschek. Essas características se refletem no Cristão-Bossa nova em relação as sua formação: como o ritmo, não deixa para trás definitivamente as influências passadas. Ele é foi oriundo de uma junção de coisas mundanas e espirituais, mas que ele não está disposto a separar para “ser nova criatura”. Por isso, ele deixa com muita naturalidade de ir ao culto de quarta feira para jogar sua partida de futebol com os amigos. Em vez de dormir mais cedo para acordar bem e ler a bíblia, o 24 Horas de 1h00 da manhã é imperdível! Tenta servir aos dois senhores, e cada vez que ele aceita as influências mundanas – em detrimento das espirituais – ele se entristece. Fica melancólico como um “Chega de Saudade” de Vinícius de Moraes!!!

Cuidemos para que não nos tornemos como esses tipos acima descritos. Vamos nos apegar a Cristo cada dia mais, para que sejamos Cristãos-Temas CD dos Jovens: “Vivo por Jesus”, pois “Sou de Jesus” e graças a Ele sou um “Vencedor Cada Dia”.

Até mais

Guilherme Hugo

h1

Escova de dentes e Bíblia: qual o mais importante?!

fevereiro 15, 2008

Estava no retiro espiritual na época do carnaval e, pelo menos aqui, há programações em que as mulheres fazem para os homens e os homens para as mulheres.

No dia em que as mulheres iriam fazer seu programa aos homens aconteceu uma coisa interessante. Alguns objetos nossos estavam desaparecendo. Notamos a ausência de um tênis(detalhe:só desaparecia um pé), um chinelo, um saco cheio de biscoito, pijama e até um óculos desapareceu. E assim as coisas foram sumindo.

Quando fui ver as minhas coisas, senti a falta da minha escova de dentes e minha Bíblia. “Eita, minha escova de dentes!” Agora, pense aí, passar o dia sem a escova…….. (tive que fazer o higiene bucal com o dedo). Como é que elas tiveram a coragem de fazer isso conosco?! Impressionante…

Passado o dia e chegada a programação, conseguimos as coisas de volta. Que bom hein!

Mas o que me fez pensar com essa história foi a importância que nós damos às coisas.  Enquanto, passei o dia querendo a escova para utilizá-la, com a Bíblia foi diferente. Só li de manhã, antes de a pegarem, mas, no restante do dia, senti menos falta. Por quê?! Será que a Bíblia não é mais importante do que a escova? Será que não precisamos tanto nos alimentar dela durante o dia?

É….. Temos que dar mais importância a Palavra de Deus. É através dela que podemos conhecer um Deus maravilhoso, é através de suas palavras que podemos ser transformados, é através dela que nos alimentamos espiritualmente. É um verdadeiro manual da vida. É a própria verdade. Nela encontramos a Vida.

“Assim será a palavra que sair da minha boca: não voltará para mim vazia, mas fará o que me apraz e prosperará naquilo para que a designei.” Isaías 55:11

“Inclinai os ouvidos e vinde a mim; ouvi, e a vossa alma viverá” Isaías 55:3

“Achadas as tuas palavras, logo as comi; as tuas palavras me foram gozo e alegria para o coração, pois pelo teu nome sou chamado, ó SENHOR, Deus dos Exércitos.” Jeremias 15:16

“Santifica-os na verdade; a tua palavra é a verdade.” João 17:17

“O espírito é o que vivifica; a carne para nada aproveita; as palavras que eu vos tenho dito são espírito e são vida.” João 6:63

Lâmpada para os meus pés é a tua palavra e, luz para os meus caminhos.” Salmos 119:105

“Há constante necessidade de paciência, delicadeza, abnegação e altruísmo na prática da religião da Bíblia. Mas se a Palavra de Deus é feita um princípio permanente em nossa vida, tudo que tivermos de fazer, cada palavra, cada ato, mesmo que trivial, revelará que somos sujeitos a Jesus Cristo, que até nossos pensamentos foram levados cativos a Ele. Se a Palavra de Deus é recebida no coração, esvaziará a alma da auto-suficiência e presunção. Nossa vida será um poder para o bem, porque o Espírito Santo nos encherá a mente com as coisas de Deus. A religião de Cristo será praticada por nós; pois nossa vontade está em perfeita conformidade com a vontade de Deus.” Review and Herald, 4 de maio de 1897.

p.s:Vejam esses dois links:

http://missaojovem.org/meditacao.php?data=17/04

http://missaojovem.org/meditacao.php?data=18/04

 

Vale a pena! E que possamos dar mais valor a Palavra de Deus e não somente ler, mas meditar, estudar e torná-la o nosso manual de vida.

Um abraço

 Felipe Moura

 

h1

Ide e fazei discípulos

fevereiro 11, 2008

A lição da Escola Sabatina tem falado bastante sobre discipulado. Desde que este tema tem começado a ser abordado (insistentemente para falar a verdade), fiquei refletindo seriamente sobre o assunto. Ser discípulo não é fácil. Nunca foi, não é verdade? Fico imaginando àqueles homens escolhidos por Cristo que colocaram as suas vidas em segundo plano para seguir a Jesus. Não só os doze discípulos “oficiais”, mas todos os outros seguidores, inclusive mulheres, como a lição já abordou, também seguiram ao Filho de Deus.

Seguir a Cristo, pelo menos no meu ponto de vista, não é apenas buscar imitar os passos de Jesus. Ser discípulo envolve uma série de fatores e uma vida imensa de comunhão com Deus. Para seguir a Jesus não é simplesmente seguir só quando você desejar, mas permitir que Cristo habite em seu ser. Além da abdicação do “eu”, você precisa permitir que Deus comande a sua vida. Precisa de uma vida de dedicação, agradecimento, comunhão e coragem. Lógico, necessita dar um bom exemplo de cristianismo, assim como Jesus deu. Você precisa anunciar a mensagem do evangelho. E claro, o mais importante: você necessita amar ao Pai. Parece difícil, não é? Mas não é algo que o torne impossibilitado de fazer. O primeiro passo é surgir em seu coração à necessidade de ser um discípulo. Depois, ore e o Espírito Santo vai agir na sua vida.

“Entrego a Ti a minha vida, Senhor. Entrego a Ti tudo que sou. Como viver sem Teu amor? Renova meu ser e faz de mim um vaso novo. Quebra e molda o meu interior. Dá-me um novo coração, sei que Tens o melhor pra mim”. Assim como a fala a música da Rafaela Pinho, acredito que ser discípulo é você descansar na presença do Senhor. Ser discípulo é amar a Deus e entregar a vida a Ele. Espero que neste dia você também possa sentir esta necessidade de ser um discípulo para que possamos fazer “discípulos de todas as nações”.

“E este evangelho do reino será pregado em todo o mundo, em testemunho a todas as nações, e então virá o fim”. Mateus 24:14