Archive for junho \30\UTC 2008

h1

Sem medidas

junho 30, 2008

Luz“O grande derramamento do Espírito de Deus, o qual ilumina a Terra toda com Sua glória, não ocorrerá sem que tenhamos um povo esclarecido, que conheça por experiência o que representa ser cooperador de Deus. Quando tivermos uma consagração completa, de todo o coração, ao serviço de Cristo, Deus reconhecerá esse fato mediante um derramamento, sem medida, de Seu Espírito; mas isso não acontecerá enquanto a maior parte dos membros não forem cooperadores de Deus”. Serviço Cristão, p. 253.

Durante a 3ª Jornada Espiritual tive o prazer de ler esta forte e emocionante mensagem por alguns dias. Quanto mais lia, mais me agradava. Incrível o conteúdo que nos é deixado. A benção do Espírito Santo ocorrerá apenas quando o cristão tornar-se de fato um servo de Deus. A partir do momento em que fizermos isto, Deus reconhecerá e derramará bênçãos SEM MEDIDAS.

Podemos ser cooperadores quando aceitarmos Cristo como nosso Salvador. Freqüentar a igreja não nos torna mais cristãos, mas ter uma vida plena de comunhão é a solução para servir a Cristo e viver de acordo com a Sua vontade. Quem aqui já não escutou a frase “só se ama o que se conhece”? Do mesmo jeito acredito que ocorre na nossa relação com Deus. Se nós não conversarmos e lermos Sua Palavra, por exemplo, dificilmente iremos amá-Lo.

Portanto, busque ao Pai hoje mesmo. Se cada um cumprir o seu dever de cristão, “Deus reconhecerá esse fato mediante um derramamento, sem medida, de Seu Espírito”. Peça e Ele vai te conceder forças para viver exclusivamente por Ele.

h1

Pequenos atos, grandes coisas

junho 27, 2008

Cada ato da vida, por pequeno que seja, tem sua influência para o bem ou para o mal. A fidelidade ou a negligência naquilo que aparentemente são os menores deveres, pode abrir a porta para as mais ricas bênçãos da vida ou para as suas maiores calamidades. São as pequenas coisas que provam o caráter. São os atos despretensiosos de abnegação diária, praticados com um coração prazenteiro e voluntário, que Deus aprova. Não devemos viver para nós mesmos, mas para outrem. E é apenas pelo esquecimento de nós mesmos, alimentando um espírito amorável, auxiliador, que podemos tornar nossa vida uma bênção. As pequenas atenções, as cortesias pequenas e singelas, muito representam no perfazer o total da felicidade da vida; e a negligência destas coisas constitui não pequena participação na desgraça humana.

Patriarcas e Profetas, pág. 158

h1

A masturbação e seus efeitos

junho 25, 2008

Certo ou errado?
Para entender o que envolve a masturbação, antes de mais nada, é preciso lembrar que o mesmo Deus que criou o homem e a mulher também inventou o sexo. Foi Ele quem disse aos homens e mulheres para deixarem suas famílias, se unirem a seus cônjuges e se tornarem uma só carne. Em outras palavras, homens e mulheres devem se casar e então se unir sexualmente.

Um relacionamento conjugal, que inclui sexo, não é apenas uma união física entre duas pessoas, mas é também uma combinação de pensamentos, emoções e vidas. Tudo isso está envolvido no tornar-se “uma só carne”. Esse é o ideal de Deus para o sexo. E isso é que traz o maior prazer.

Mas, quando se fala em masturbação, a questão em jogo, na maioria das vezes, não é a sexual. Simplesmente o sintoma assumiu esta forma. Normalmente, no íntimo, há um sentimento de insatisfação consigo mesmo e com a própria vida. A masturbação é um sinônimo de outros problemas – solidão, falta de aceitação própria, imaturidade, falta de disciplina pessoal, etc.

Porque a Masturbação Está Fora dos Planos de Deus? Existem, pelo menos, três motivos: 1º Porque o prazer do sexo foi dado para uma relação de compromisso entre duas pessoas – marido e mulher, e não para um habito solitário; 2º Porque vicia. Todo o vicio e uma forma de domínio do livre arbítrio dado por Deus; 3º Porque provoca o adultério em pensamento. Para que haja o prazer solitário e necessário criar a imagem mental de uma outra pessoa desejada; Ela Traz Alguns Perigos

Veja alguns deles:
♦ Alimenta e aumenta descontroladamente o desejo sexual;
♦ Leva você a viver um mundo de fantasia;
♦ Pode enfraquecer a voz da consciência;
♦ Torna você egoísta;
♦ Leva você a tratar as pessoas como objeto;
♦ Faz você ter dificuldade para lidar com a tensão sexual e com os outras tensões da vida;
♦ Faz você se inibir em decorrência da culpa e vergonha;
♦ Prejudica o relacionamento com o seu futuro cônjuge;
♦ Pode dominar sua vida.

O começo de tudo
Como você já viu, a masturbação é basicamente a válvula de escape de alguns problemas pessoais. O mais serio é que, ao invés de resolve-los ela simplesmente os aumenta e enfraquece a pessoa na luta contra eles. Ela se torna uma forma de fugir destes problemas. Tudo começa com alguns passos que levam a pessoa ao pecado da imoralidade:
1. O desejo de conhecer tudo sobre o sexo oposto;
2. Apreciação de filmes e literatura que sejam sexualmente provocantes, mesmo sabendo que não são saudáveis a vida espiritual e emocional;
3. O material sexualmente provocante leva a pessoa a envolver-se em fantasias eróticas;
4. A pessoa começa a procurar outros para conversar sobre suas fantasias e perguntar sobre suas aventuras sexuais;
5. A masturbação surge como a forma de materializar todas as fantasias imaginadas;
6. A esta altura surge o sentimento de culpa. A pessoa sabe que seu procedimento e pensamentos a estão levando para o caminho errado. Ela começa a reagir, então, de varias formas;
7. Vem a depressão e a pessoa fica chateada consigo mesma pela falta de autocontrole;
8. A pessoa pede perdão a Deus, mas fica em duvida sobre o atendimento. Muitas vezes mesmo sentindo o perdão dEle, ainda sente dificuldade em se perdoar;
9. Ela volta a cair em pecado por não buscar a ajuda de Cristo. Se ela decidir ler a Bíblia e orar, provavelmente vai encontrar o caminho para vencer a tentação. Porem, se ela apreciar o pecado, o problema se torna mais grave;
10. Para lidar com a culpa ela passa a racionalizar, dizendo para si mesma que seu procedimento não e tão mau assim. Nesse momento a pessoa corre o risco de redefinir seus padrões morais, o que e perigoso; Como Mudar Esse é o ponto mais importante – existe solução, e ela está ao alcance. O poder Divino como ponto de partida, unido às decisões e atitudes humanas, podem escrever uma nova história.

Alguns conselhos: Peça Ajuda a Deus. Deus não deixa ninguém sozinho. O Seu amor e Sua força estão sempre ao alcance, não importa qual seja a luta. Jesus não condena. Ele perdoa e ajuda, quando o desejo honesto é vencer. Abra o Coração Para Alguém em quem Você Possa Confiar Pergunte a Deus quem pode ser essa pessoa. Deve ser cristã, mais madura que você e de confiança total. Fortaleça sua Autodisciplina Renunciar a alguma coisa pode ser difícil, quando você sente que vai ficar sem aquilo que lhe traz prazer.

Mas será que é possível renunciar a alguma coisa privando-se dela? No momento em que você disser a si mesmo: Posso renunciar, você vai descobrir uma nova alegria interior e um forte senso de liberdade. Preocupe-se com os Outros Uma vez que as pessoas, freqüentemente se masturbam devido à solidão, uma boa forma de abandoná-la é envolver-se com outras pessoas.

Separe-se de coisas que possam alimentar uma vida de fantasia Fique alerta quando você estiver sozinho, especialmente em lugares onde é fácil ser tentado: no banheiro, no chuveiro ou mesmo na cama, antes de dormir ou quando acordar. Afaste-se também das conversas “privadas” ou “maliciosas” sobre sexo com outras pessoas.

Gaste suas energias
Envolva-se com atividades criativas e alegres com outras pessoas. Saia com os amigos, leia um livro, pratique esportes, faça exercícios, enfim, descubra mecanismos de escape e hobbies que você aprecie. Procure se manter ocupado em atividades sociais. Isso esmaga a tentação.
 
Acredite nos Planos e Recompensas de Deus para Você Deus nunca devolve troco a menos para ninguém. A menos que você confie nas Suas promessas como melhores do que qualquer outra coisa que você passa conquistar, você vai estar recebendo alimento de Segunda qualidade e se  perguntando porque ainda se sente renegado. “Desejei todas as coisas que pudesse desfrutar na vida; mas Deus me deu vida para que pudesse desfrutar todas as coisas.”

Quando Tentado Ligue-se em Jesus. A oração é a melhor defesa para a tentação, já que ela nos lembra que nosso poderoso Amigo é capaz e está disposto a nos ajudar. Lembre-se, Ele tem o melhor para você. Não diminua seu auto-respeito nem apague as descobertas sexuais felizes que você poderá partilhar com seu futuro cônjuge. Saiba que você não deve fazer isso.

Você pode viver com a tensão, e resistir a ela. Lute por ter as mãos limpas. Lembre-se: “… e o puro de mãos cresce mais e mais em forças” (Jó 17:9) Se Você Fracassar Lembre-se… Um fracasso não significa que não houve progresso. Quanto menos medo você tiver de cair, menor será a probabilidade de que isso aconteça. Sua meta deve ser: “hoje melhor do que ontem, amanhã melhor do que hoje”. Se cair, levante-se pelo poder e perdão de Deus, e continue de onde você já estava.

Lembre-se de que você já venceu uma parte da luta. Você é perdoado, e pode ser puro. “Se confessarmos os nossos pecados, Ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e purificar de toda a injustiça.” (I João 1:9) O tempo com Jesus nos liberta. “Quanto mais de Cristo, menos do pecado.” Apegue-se à oração, busque orientação especial nas palavras da Bíblia, e Deus mudará os desejos do seu coração.

Abraços
Vinicius A. Miranda

h1

Qual música você está escutando???

junho 20, 2008

É só entrar num ônibus ou andar pela rua com mais atenção que você notará: o fenômeno de crescimento no número de MP3/MP4/IPod’s – ou Celulares com tudo isso – se alastrou por toda parte. Não posso falar sobre o tempo em que a novidade era o radinho de pilha – já que só tenho 20 anos – mas nem o walkman (toca-fitas k7(??) portátil!!) nem o diskman tiveram tamanho alcance. Talvez porque muitos desses novos aparelhos são práticos e não precisarem de novas pilhas, já que possuem uma bateria recarregável.

Para os que – como eu – gostam de ouvir rádio, sempre fica um sentimento no ouvinte de expectativa para que a próxima música seja uma que você goste ou conheça. Mas eu penso que o barateamento cada vez maior do preço da tecnologia de música portátil está permitindo que se realize o desejo de muitos: levar para o colégio, à faculdade, ao carro, ao ônibus, ao metrô, à rua ou ainda a 35 territórios a sua escolha, boa parte de sua discografia preferida.

E com essa facilidade, eu mais uma vez lhe pergunto: Qual música você está escutando?? O nosso cotidiano está cada vez mais corrido e na maioria das vezes nos impossibilita de muitas coisas, como de parar pra refletir em Deus e apreciar uma boa música com tranqüilidade. Mas se estressante e intensa nossa vida está, precisamos também cada vez mais não perder oportunidades para ter nossa comunhão com Deus em qualquer lugar (até naquele ponto de ônibus lotado!). Ouvir músicas inspiradoras nesses momentos é, sem sombra de dúvidas para mim, uma boa forma de abstrair o corre-corre e meditar em Deus.

Portanto, usemos nossos MP3’s da vida de forma sábia! Fique atento com o nível e a qualidade da música que você escolhe ouvir. Qual música você está escutando mais: secular ou cristã? Qual dos dois estilos você acha que vai te ajudar a crescer espiritualmente?

Fica aqui minha sugestão do que estou ouvindo – grupo inglês Delirious – um trecho de letra da música Majesty / Majestade.

Here I am, humbled by Your majesty (Aqui estou prostrado pela Tua Majestade)
Covered by Your grace so free. (Coberto pela Sua graça estou livre)
Here I am, knowing I’m a sinful man, (Aqui estou, sabendo que sou um homem pecador)
Covered by the Blood of the Lamb (Coberto pelo Sangue do Cordeiro)
assdasdad
Now I’ve found the greatest love of all, is mine, (Agora eu achei o maior amor de todos, é meu)
The greatest sacrifice (O maior sacrifício)
assdasdad
Majesty, Majesty (Majestade, Majestade)
Your grace has found me just as I am, (Sua graça me achou como sou,)
Empty handed but alive in Your hands (Mão vazias mas vivo em Tuas mãos)
Majesty, Majesty (Majestade, Majestade)
Forever I am changed by Your love, (Para sempre mudei pelo seu Amor)
In the presence of Your majesty (Na presença de Tua Majestade)

PARTICIPE! COMENTE E DEIXE SUA SUGESTÃO.

QUAL MÚSICA VOCÊ MAIS OUVE ATUALMENTE???

h1

Internet e Salvação

junho 15, 2008

Algo que achei muito interessante foi a reportagem da Revista Adventist World a respeito do que a internet, sobretudo as tecnologias atuais podem fazer pela salvação.

Para muitas pessoas, os avanços tecnológicos fazem mais mal do que bem. Com quase 196 bilhões de e-mails rodando diariamente nas redes de computadores, a luta para ficar livre de mensagens indesejáveis toma minutos preciosos no trabalho e nos lares.

Ao mesmo tempo, os avanços tecnológicos estão aumentando a habilidade dos adventistas do sétimo dia de proclamar e levar as boas novas sobre Jesus a pessoas em todo o planeta. Algumas vezes, a tecnologia é usada por evangelistas que não estão buscando prioritariamente grandes massas, mas um coração sedento da verdade.

Aqui está um exemplo: Em agosto de 2007, no populoso bairro do Brás, na cidade de São Paulo, Brasil, o evangelista Luís Gonçalves apresentava na igreja local uma mensagem baseada em Apocalipse 12. As mensagens eram captadas por câmeras de televisão e transmitidas, ao vivo, pela Internet. Isso foi feito para atrair os moradores do Brás bairro com a maior comunidade muçulmana do Brasil , os quais poderiam ter o interesse em ir às reuniões dessa série evangelística, mas que estavam muito ocupados ou cansados no fim do dia.

Por todas essas razões, vamos dar as boas-vindas ao futuro dessa nova mídia; vamos dar as boas-vindas às oportunidades de usar a Internet para o evangelismo. Que Deus abençoe você e o inspire. Que o Espírito Santo use sua vida para conectar as pessoas com a salvação, mesmo se seja por meio de um telefone celular!

Para ler a matéria completa clique aqui

Essas notícias nos fazem sempre persistir no caminho do evangelismo na internet.

Obrigado pela sua visita!

h1

‘Crente’? Ele virou? Duvido…

junho 13, 2008

1994 – 2001: “foi, nessa época, a antítese daquilo que pais e mães não querem para seus filhos, e ao mesmo tempo, aquilo que muitos filhos queriam ser, para desagrado dos seus pais. Desbocado, compunha e cantava músicas com conteúdo indecente e repleto de palavrões e imoralidades.”

Falamos muito, em se tratar de mudança, que Deus pode operar milagres se nEle realmente acreditarmos. Alguns depoimentos que ouvímos durante a nossa trajetória espiritual chegam a nos surpreender – como no caso da conversão do ex-traficante Falcão Alegre (que muito me impressionou!). Mas eu creio que muitas vezes tentamos colocar limites para o poder de Deus, e simplesmente não concebemos as transformações de certos tipos de pessoas.

Posso lhe perguntar uma coisa? Se sim, me responsda: você acreditaria na conversão de uma pessoa com a vida igual a destacada no início, e ainda por cima que …precisava fumar maconha para sentir fome e parar de viver como um autômato…?? Que compunha e cantava, conquistando milhares de fãs pelos país, versos com palavras altamente chulas, como: “Foi num (palavrão) em João Pessoa descobrí que a vida é boa..”, ou “uuuh, a pequena Raimunda (feia de cara mas boa de [palavra inapropriada])”?? Com fama, dinheiro, prazeres…

VOCÊ EVANGELIZARIA PARA UMA PESSOA ASSIM??

Mas alguém testemunhou. “Sua esposa, Alexandra Horn, começou a fazer cultos no apartamento em São Paulo e a convidar mulheres cristãs para ali orarem. Num desses cultos, completamente drogado, Rodolfo diz ter sido curado de um câncer e se converteu. A partir daí sua vida mudou.”

Já escutei várias vezes o comentário: “Rodolfo? Dos Raimundos?? Virou ‘crente’???” “Que nada! Isso é só fachada! Deve tá ganhando dinheiro de outra forma”; “Duvido ele ter largado as drogas depois de tanto tempo”.

Pois bem. Eu creio que ele mudou. Você pode não concordar comigo, sua escolha. Também pensei assim. Mas ví uma entrevista dele uma vez, no Programa Plantão Gospel, da Rede Gênesis 22 (Recife-Pe). Ele falou sobre sua carreira, de como Deus o curou de um câncer e por causa disso ele largou tudo para O servir.

O que mais me chamou anteção foi quando o entrevistador leu uma pergunta enviada, sobre se ele voltaria a tocar com outra banda antiga, o Rodox. Ele foi enfático:

“Hoje em dia, vejo que aquele trabalho falava de muita mágoa que eu estava sentindo. As coisas eram muito distorcidas pela mídia, sobre o que havia acontecido para eu ter saído do Raimundos, e aquela era a única forma de eu me expressar. Hoje, minha intenção é apenas honrar o nome do Senhor, e O agradar. Quem me tirou da onde tirou foi o Espírito Santo, então pergunto a Ele se isso pode acontecer. Vejo que preciso de que ao meu lado estejam pessoas que tenham o mesmo propósito que eu: o de evangelizar, e naquela época não era assim”.

Deus pode mudar as pessoas, se elas realmente se entregarem. Apenas no céu saberemos com certeza absoluta se o coração de Rodolfo foi realmente transformado. Mas não é por causa disso que devemos tentar limitar Deus. Apenas acredite e siga trilhando o caminho ao lado do Pai. CREIA!

*NOTA¹: Todas as citações podem ser conferidas na biografia da página de Rodolfo Abrantes.

NOTA²: Não quero estimular ninguém para que ouçam as músicas que ele está tocando hoje, pois ainda não as ouví por completo. Analisei algumas letras, nas quais vejo que tem um cunho consagrado. Mas seria bom conferir se o seu estilo musical também mudou.

Novo Cd Rodolfo Abrantes

h1

Quem namorar?

junho 6, 2008

Oito características de quem básicas de quem vive na paixão

1. Os sentimentos são subjetivos.
Ex.: A menina fica atraída porque um rapaz canta bem, é bonito, toca um instrumento, etc …
2. Sentimento de Auto Tortura. Ele gosta disso. Fica a vida chorando. Anda pelos cantos.
3. Superestima as pessoas. Ele não encontra nenhum defeito nela
4. Subestimação da realidade
5. Exclusivismo
6. Dependência psicológica da pessoa “amada”. Ela não toma nenhuma decisão sem ele
7. Comportamento sentimental. Anda nas nuvens
8. Predomina a fantasia

O autor Walter Trabish em seu livro, Casei-me Com Você, agrupa 10 provas do verdadeiro amor.
1. O teste da Divisão – O seu relacionamento incentiva voc6e a dividir os momentos de sua vida? Conta problemas pessoais sem o medo de ser traído?
2. O teste da Força – O seu relacionamento dá força para se continuar o preparo para o futuro?
3. O teste do Respeito Mútuo – Existe, entre os dois, o respeito corporal? Respeitam-se em relação aos pensamentos individuais? Devemos respeitar a privacidade
4. O teste do Hábito – Existe a aceitação mútua dos hábitos e fraquezas. Não se tenta mudar os hábitos e defeitos da outra pessoa. Ame-a pelo que ela é.
5. O teste da Briga – Desenvolveu a habilidade de resolver seus problemas sem discussões acaloradas?
6. O teste do Tempo – Vocês se conhecem o suficiente para estarem cientes da pessoa com quem passarão o resto da vida?
7. O teste da Separação – A distância mantém você fiel?
8. O teste da Dadivosidade – Você dá de si mesmo sem esperar algo em retorno?
9. O teste do Crescimento – Está seu relacionamento dinamicamente crescendo? Existe progresso em termos de maturidade?
10. O teste da Intimidade – Existe prazer mútuo sem a constante necessidade de se expressarem fisicamente?

A escolha imprudente
Infelizmente, poucas vezes os casais usam a razão, a lógica e avaliam a pessoa com a qual pretendem estabelecer um relacionamento sério. É muito ignificativo que consideremos algumas questões sérias:

Fatores que concorrem para essa decisão:
1. Influências Sócio-Culturais – Tanto mais pobre ou menor o nível de orientação educacional da pessoa, mais aumenta a possibilidade de errar. A mulher, com freqüência, tem mais pressa para casar que o homem. Ex.: Se ela viu que suas irmãs casaram cedo, ainda na adolescência, ela terá fortes desejos de casar na mesma idade.
2. Desejos sexuais cientes/inconscientes – Baseiam-se somente no físico
3. Expectativas irreais e/ou fantasias – Ex.: O meu amigo casou e eu quero casar também.
4. Pressão consciente ou inconsciente dos pais – Consciente: O pai diz para a filha que ela já está em tempo de casar. Inconsciente: O pai não deixa a menina namorar com ninguém com medo que ela tome uma decisão imprudente.
5. Demonstrar que é adulto – Acha que já pode tomar decisões.
6. Melhorar as condições econômicas
7. Vingança – Deseja vingar-se do ex-noivo ou ex-namorado
8. Decepção – Para esquecer o ex-namorado
9. Gravidez – Teve relacionamento sexual precoce
10. Chamado – Se não casar logo, corre o risco de não ser chamado para trabalhar no campo.

Outras razões:
1. Quero alguém que me ame
2. Quero alguém em quem eu possa confiar
3. Quero alguém que saiba me compreender
4. Quero alguém que respeite meus ideais e sonhos
5. Quero alguém que me ajude a tomar decisões
6. Quero alguém que me estimule em minhas ambições
7. Quero alguém que me transmita auto-confiança
8. Quero alguém que me apoie em minhas decisões
9. Quero alguém que me apoie e conforte nas dificuldades
10. Quero alguém que me aceite como eu sou
11. Quero alguém que admire minhas habilidades
12. Quero alguém que me faça sentir importante
13. Quero alguém que alivie minha solidão

Na verdade, o casamento deve preencher essas necessidades, mas não deve ser a razão principal.

A escolha prudente
1. Convicções Cristãs – O indivíduo coloca a questão nas mãos de Deus. Há algumas perguntas que deveriam vir à mente nessa ocasião:
a) É ela cristã?
b) Demonstra sua vida, frutos do Espírito?
c) Podemos decidir, com franqueza, o aspecto espiritual de nosso relacionamento?
d) Oramos juntos e se não, por quê?
e) Concordamos nas questões como dízimo, ofertas, estudos bíblicos, freqüência à igreja, etc …?
2. Mantém contato amistoso com pessoas dentro do círculo, compatível com ele e com ela?
3. Procura as pessoas com antecedentes sócio-culturais smelhantes?
4. Ressonância física/emocional
5. Procura conhecer os traços de nubilidade ( aptidões para o casamento)?
a) Adaptabilidade e/ou flexibilidade
b) Empatia – capacidade do indivíduo para sentir-se bem com o outro
c) Habilidade de resolver problemas – não somente resolver com um beijo, mas, através da comunicação. Coloque a questão sobre você mesmo.
d) A habilidade de dar e receber – Saber como e onde receber. O homem tem a tendência de só querer receber. Ex.: O esposo passa o dia trabalhando e quando chega em casa, quer que a esposa lhe dê carinho.
e) Estabilidade emocional – Saber como controlar e expressar as emoções sem transferi-las para a pessoa amada.
f) Habilidade para se comunicar – saber como expressar-se verbalmente.
g) Compromisso – habilidade de aceitar as experiências da vida com maturidade; as aventuras, os riscos, alegrias, tristezas, dificuldades, desafios, etc…

Abraços
Vinicius A. Miranda