Archive for agosto \27\UTC 2008

h1

Você sabe o que é “Madrugadas com Deus”?

agosto 27, 2008

Você esta cansado de ter uma vida espiritual fraca?

Você gostaria de ter uma intimidade real com Jesus?
Isso é a Madrugada com Deus!
Ela é um projeto, que todo cristão deveria realizar para aprender a dedicar mais tempo a Jesus!Quanto tempo passamos na frente do computador ou na frente da TV e nem um terço desse tempo ficamos ao lado dEle! Se queremos ir p/o Céu, temos que nos acostumar a ficar pertinho de Jesus. Porque lá ficaremos toda a eternidade!
Como funciona?

Simplesmente, é você acordar uma hora mais cedo, e dedicar essa hora para ter mais comunhão com Deus. Porque em meio à correria da vida, às vezes esquecemos de ficar com Jesus porque temos muitos afazeres. Assim não terá como você chegar do trabalho, faculdade, e não ter disposição porque está cansado para isso, pois você logo cedo terá um encontro com Ele e isso mudara o seu dia inteiro!
O projeto é simples, você acorda e vai direto a fonte Ilimitada de Poder.Não vai arrumar o cabelo, colocar a roupa, espremer espinhas, é acordar e ir a um lugar para ler a Bíblia, meditações diárias, a lição, a apostila e orar.
É um projeto maravilhoso que muda a vida de quem participa!
Vou lhe explicar como começar.Amanhã mesmo, acorde uma hora mais cedo. Programe o celular, despertador…Ai você vai até um canto reservado para ficar a sós com Deus.
(A ordem que colocarei não precisa ser seguida a risca, você pode alterá-la para a maneira que mais lhe agrade)
Comece orando pedindo iluminação para ler a Palavra de Deus. Faça seu ano bíblico, e logo após leia a lição da escola sabatina.Depois disso, ore novamente a peça que Deus fale com você através de alguma passagem bíblica, e abra a Bíblia novamente. Pode ser no livro de Salmos, Provérbios, Atos, Evangelhos, como você achar melhor (essa leitura é independente do ano bíblico, é o momento que Deus falará com você através de sua Palavra).
Após o Papai do Céu ter lhe falado, comece a ler a apostila “Sem cessar”, você pode imprimila ou lê-la no computador (Ela é fundamental p/compreensão do projeto).
E finalmente, você vai falar com Deus. Pedindo para Ele lhe acompanhar durante o dia, a realizar as coisas que leu durante a madrugada, fazendo seus pedidos e agradecimentos.Após orar por você, ai vem o desafio!
Ore por cinco pessoas que não são cristãs, e depois de um tempo fale que você esta orando por elas, e depois de algumas semanas, as convidem para irem com você a igreja! Elas verão como você esta diferente, e não terão como negar!
Chegou o momento de levar a Jesus seus entes queridos, ou até mesmo amigos que há tanto tempo você queria ver ao seu lado na igreja!
O projeto das Madrugadas, duram 40 dias, esse é um desafio muito grande!
Terão dias que você terá vontade de desistir, mas, persista insista e nunca desanime, que você verá uma transformação em seu ser que você nunca imaginou que aconteceria!
40 dias para mudarem a sua rotina e formar um novo habito em sua vida: Dedicar a 1ª hora do seu dia a dia ao único que merece! Jesus!
“Ó DEUS, tu és o meu Deus, de madrugada te buscarei; a minha alma tem sede de ti; a minha carne te deseja muito em uma terra seca e cansada, onde não há água; Para ver a tua força e a tua glória, como te vi no santuário. Porque a tua benignidade é melhor do que a vida, os meus lábios te louvarão. Assim eu te bendirei enquanto viver; em teu nome levantarei as minhas mãos.” Salmos 63: 1-4

Abraços,
Vinicius A. Miranda

h1

Programa E aí Pastor com Pr. Odailson Fonseca!

agosto 19, 2008
h1

Única verdade

agosto 19, 2008

O interessante do blog é a oportunidade que temos de compartilharmos situações diversas. E ultimamente tenho buscado manter este conceito nas minhas postagens, trazendo um pouco da minha vivência. No último final de semana participei do Congresso Universitário da Associação Pernambucana, no qual tive a chance de aprender e muito.

Uma das palestras que mais me chamou atenção foi realizada pelo Doutor Tadeu Silva. Debatendo sobre verdade, ele disse a seguinte frase: “Verdade não se discute, apenas se vive. E Deus não é democrático, é soberano”. Palavras fortes e sábias. O que tanto me despertou foi o fato de que realmente sempre tentamos dar um “jeitinho” nas nossas atitudes. Fazemos o possível para alterar a verdade, tentando conciliar a nossa maneira de viver.

Tem gente que fala que é adventista, mas não age como tal. Parece que se faz de desentendido e foge das responsabilidades dos dez mandamentos. Deus nos deixou um livro sagrado para que saibamos nos guiar. Diversos livros, capítulos e versos tornam claro o que é correto ou não para um cristão. Pior que muitos sabem disso, mas sempre deixam para depois. Acontece que o depois pode ser tarde demais, quando a sua oportunidade de salvação já tenha passado.

Somos apenas criaturas e não criadores. Não devemos viver de acordo com a nossa vontade. Não devemos ficar questionando porque não podemos fazer isso ou aquilo. Deus instruiu, Ele é o único que sabe o que melhor para a nossa vida. Foi Deus que nos criou, que enviou seu único filho para morrer por nós. Portanto, temos a obrigação de dar o nosso melhor e retribuir esse amor. Que o Espírito Santo toque o seu coração. Que você possa aceitar a ÚNICA verdade do mundo: Deus.

h1

“Ação! Não boca grande”

agosto 15, 2008

Na Jamaica, minha terra natal, muitas vezes se diz: “Ação! Não boca grande.” Tradução? “Aja! Não fique só nas palavras.” Essa é a mensagem que o apóstolo João passou a vida toda tentando comunicar. Em 1 João 3:18 ele escreveu: “Meus filhinhos, o nosso amor não deve ser somente de palavras e de conversa. Deve ser um amor verdadeiro, que se mostra por meio de ações.” Diariamente falamos sobre amor, aprendemos as teorias do amor, ouvimos histórias de amor, assistimos filmes sobre o amor, lemos livros sobre o amor, e até cantamos sobre o amor. Mas deixamos de mostrar amor.

A mensagem de João reforçando as instruções de Cristo para nos amarmos uns aos outros era para a igreja primitiva. Mas continua sendo hoje uma das mais relevantes mensagens para nossa igreja. É tão potente que o apóstolo prosseguiu dizendo, em 1 João 4: “Queridos amigos, amemos uns aos outros porque o amor vem de Deus. Quem ama é filho de Deus e conhece a Deus. Quem não ama não O conhece, pois Deus é amor” (versos 7 e 8). Portanto, o amor que mostramos ou deixamos de mostrar aos outros é um reflexo direto de nosso relacionamento pessoal com Deus. Tomemos tempo para avaliar a saúde de nossa ligação com o Altíssimo e a saúde de nossa igreja hoje.

“Ação! Não boca grande.” Sim, o amor é ação. É pessoal, portanto se não passarmos a conhecer nossos irmãos e irmãs em Cristo, não conseguiremos amá-los. O amor é uma ligação calorosa. Portanto, se não criarmos um ambiente caloroso em nossa família, comunidade e igreja, não criaremos amor. O amor é uma afeição profunda, tão profunda que Jesus foi ferido, abusado e escarnecido por nós. Tão profunda que Ele chorou e morreu por nós. Seu sacrifício é o supremo exemplo de amor. Não é irônico, então, que uma de nossas maiores falhas está em nos amarmos uns aos outros e demonstrarmos isso?

Nossa igreja é doadora, que sempre procura aliviar as necessidades dos que vivem nos campos missionários, enviando ofertas, alimentos, roupas e missionários. Tudo isso é belo, mas há campos missionários em nossas próprias igrejas e vizinhanças que estão sofrendo porque ali está faltando amor. A boa notícia é que não é tarde demais para começar a agir!

Teka-Ann S. Lawrence | Loma Linda, EUA

h1

Glória: Desdobramentos.

agosto 8, 2008

O que significa Glória? O que lhe vem ao pensamento ao ler ou ao ouvir essa paroxítona? Segundo o dicionário, temos três alternativas:

Glória: subs. feminino. 1. Celebridade adquirida por virtudes, talentos, feitos, obras; fama. 2. Motivo de orgulho; HONRA. 3. Bem-aventurança do céu; esplendor.

RESUMINDO AS POSSIBILIDADES: aquela pessoa que é reconhecida por seus feitos ou méritos pelos demais, ou um motivo para se orgulhar ou ainda uma característica divina.

Nessa semana assisti ao filme Glory (Dir. Edward Zwick, 1989) e desde então venho refletindo sobre essa o termo Glória. A obra retrata a história do primeiro batalhão composto apenas por negros do exército nas províncias do norte nos Estados Unidos, durante a guerra civil contra os estados do Sul daquele país. O comando do 54º Batalhão de Massachusetts é concedido para um jovem oficial branco sem experiência, mas de uma influente família. Após superar inúmeros obstáculos, tais quais: racismo, preconceito, descrédito, falta de equipamentos, ameaças de escravidão em caso de captura pelo inimigo; enfim eles entraram de fato em combate.

Hoje, somos chamados para a linha de frente num conflito mais antigo do que qualquer um de nós. Mas esse conflito teve uma batalha decisiva há mais de dois mil anos, no Calvário, e desde então já temos O Vencedor. Contudo, o nosso General pede, também desde então, para os seus comandados irem atrás dos que estão sendo usados pelo derrotado inimigo. Não para acabar com eles, mas para anunciar a mensagem de esperança do “Caminho, a Verdade e a Vida” certos. Somente quando essa mensagem chegar a todos, esse conflito doloroso enfim terminará.

VOCÊ está cumprindo as ordens do General? Ou reclama que tem medo de receber o rótulo de ‘crente’, ou que não tem talento ou ainda porque que está muito ocupado para evangelizar? Aquele 54º batalhão estava disposto a dar a vida por muitos de sua nação, mesmo que vários destes de seu próprio país os consideravam como animais. Vença a timidez, o nervosismo, a preguiça, a apatia espiritual para TESTEMUNHAR e EVANGELIZAR, porque essa é nossa GLÓRIA! Está se aproximando o evento que será o causador do maior impacto da História de nossa Igreja. O IMPACTO ESPERANÇA já é uma realidade quase palpável. O que você irá fazer?
“Quem fala de si mesmo busca a sua própria glória; mas o que busca a glória dAquele que o enviou, esse é verdadeiro, e não há nele injustiça.” João 7:18.
h1

Cristo para alguém

agosto 6, 2008

Na minha igreja temos um Coral Jovem. Entre as músicas que ensaiamos, uma tem grande destaque para mim. O primeiro trecho diz assim: “Se não ti, de quem então? Muitos saberão o quanto Deus os quer. Se não de ti, não saberão de alguém que pode dar a paz e o até os cegos faz ver. Tu és talvez o único Cristo que verão, palavra única de amor dita por alguém. Deixa que vejam em teu viver Jesus o Salvador porque és talvez o único Cristo que verão”.

Após refletir na letra da música, me peguei pensando se realmente nós, cristãos, estamos cumprindo o nosso papel de seguirmos o exemplo de Jesus, de ser representantes aqui na terra. Isso mesmo, representantes porque algumas pessoas não têm a oportunidade de conhecer uma igreja e diversos crentes, mas dependem do nosso bom exemplo para saber que Jesus é Esperança, é Vida e que um dia Ele voltará para nos buscar.

Sendo assim, se a gente não cumpre o nosso papel de testemunhar, como estas pessoas serão salvas? “Ah, outra pessoa pode fazer por mim”, alguém pode pensar. Não, não pode. Se cada pessoa pensar desta forma, a mensagem do evangelho não será levada. Futuramente vamos ser cobrados por não termos usados nossos talentos e por ter desperdiçado “n” chances.

Portanto, você está permitindo que as pessoas vejam Cristo em você? Será que o exemplo que você está dando reflete o caráter de Jesus? Caso contrário, reverta esta situação hoje mesmo. Peça que Cristo molde a sua vida e assemelhe a sua personalidade a dEle. Lembre-se: ÉS talvez o único Cristo que verão.

h1

Caminho Seguro

agosto 1, 2008

Deus, em Sua providência, trouxe os hebreus ao aperto das montanhas, diante do mar, para que pudesse manifestar Seu poder no livramento deles, e humilhar de maneira extraordinária o orgulho de seus opressores. Ele os poderia ter salvo de qualquer outro modo, mas escolheu este, a fim de lhes provar a fé e fortalecer a confiança nEle. O povo estava cansado e aterrorizado; todavia, se se tivessem conservado para trás quando Moisés lhes ordenou avançar, Deus nunca lhes haveria aberto o caminho. Foi “pela fé” que “passaram o Mar Vermelho, como por terra seca”. Heb. 11:29. Descendo em marcha para a própria água, mostraram que acreditavam na palavra de Deus, conforme fora proferida por Moisés. Fizeram tudo que estava em seu poder, e então o Poderoso de Israel dividiu o mar a fim de preparar um caminho para os seus pés. 

    A grande lição ali ensinada é para todos os tempos. Freqüentemente a vida cristã é assediada de perigos, e o dever parece difícil de cumprir-se. A imaginação desenha uma ruína iminente perante nós, e, atrás, o cativeiro ou a morte. Contudo, a voz de Deus fala claramente: “Avante!” Devemos obedecer a esta ordem mesmo que nossos olhares não possam penetrar nas trevas, e sintamos as frias vagas em redor de nossos pés. Os obstáculos que embaraçam o nosso progresso nunca desaparecerão diante de um espírito que se detém ou duvida. Aqueles que adiam a obediência até que toda a sombra da incerteza desapareça, e não fique perigo algum de fracasso ou derrota, nunca absolutamente obedecerão. A incredulidade fala ao nosso ouvido: “Esperemos até que os impedimentos sejam removidos, e possamos ver claramente nosso caminho”; mas a fé corajosamente insiste em avançar, esperando tudo, em tudo crendo. 

    A nuvem que era uma grande parede de trevas para os egípcios, para os hebreus era uma grande inundação de luz, iluminando o acampamento todo, e derramando todo o brilho no caminho diante deles. Assim, o trato da Providência traz aos incrédulos trevas e desespero, enquanto à alma confiante é repleta de luz e paz. A senda por onde Deus guia, pode estender-se através do deserto ou do mar, mas é um caminho seguro. 

Patriarcas e Profetas, pág. 290