h1

Deus Pode Escolher e Habilitar Qualquer Pessoa

outubro 17, 2008

Assim diz o Senhor: Não se glorie o sábio na sua sabedoria, nem o forte, na sua força, nem o rico, nas suas riquezas; mas o que se gloriar, glorie-se nisto: em Me conhecer e saber que Eu sou o Senhor e faço misericórdia, juízo e justiça na Terra; porque destas coisas Me agrado, diz o Senhor. Jer. 9:23 e 24. 

 O Senhor age à Sua própria maneira, para que os homens não se exaltem em orgulho intelectual, atribuindo a honra e a glória a si mesmos. Ele quer que todo ser humano compreenda que suas capacidades e talentos provêm do Senhor. Deus trabalha por meio de quem Ele quer. Escolhe aqueles a quem Lhe apraz para realizarem Seu trabalho, e não consulta aqueles a quem enviará Seu mensageiro acerca de suas preferências sobre quem ou que espécie de pessoa eles gostariam que lhes apresentasse a mensagem de Deus.

Deus Se servirá de homens que desejam ser usados. O Senhor usaria homens de inteligência se permitissem que Ele os moldasse e afeiçoasse, e modelasse o seu testemunho segundo Sua determinação. Seria melhor que homens altos e baixos, instruídos ou ignorantes deixassem que o Senhor zelasse e cuidasse da segurança de Sua própria arca. O dever dos homens é obedecer à voz de Deus.

Quem quer que tenha alguma ligação com a obra e a causa de Deus deve estar constantemente sob a disciplina de Deus. “Assim diz o Senhor: Não se glorie o sábio na sua sabedoria, nem o forte, na sua força, nem o rico, nas suas riquezas; mas o que se gloriar, glorie-se nisto: em Me conhecer e saber que Eu sou o Senhor e faço misericórdia, juízo e justiça na Terra; porque destas coisas Me agrado, diz o Senhor.” Jer. 9:23 e 24…

Há almas famintas do pão da vida, sedentas das águas da salvação; e ai do homem que pela pena ou pela voz desviá-las para falsas veredas! O Espírito de Deus apela para os homens, apresentando-lhes sua obrigação moral de amar e servi-Lo com o coração, alma, entendimento e força, e de amar o próximo como a si mesmos. O Espírito Santo atua no íntimo da pessoa até que se torne consciente do divino poder de Deus, e toda faculdade espiritual seja despertada para a ação resoluta. Review and Herald, 12 de maio de 1896.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: