Archive for janeiro \31\UTC 2010

h1

Quarto Mandamento

janeiro 31, 2010

“Lembra-te do dia do sábado, para o santificar. Seis dias trabalharás, e farás toda a tua obra. Mas o sétimo dia é o sábado do Senhor teu Deus; não farás nenhuma obra, nem tu, nem teu filho, nem tua filha, nem o teu servo, nem a tua serva, nem o teu animal, nem o teu estrangeiro que está dentro das tuas portas. Porque em seis dias fez o Senhor os céus e a Terra, o mar e tudo que neles há, e ao sétimo dia descansou, portanto abençoou o Senhor o dia do sábado, e o santificou.” Êxo. 20:8-11.

O sábado não é apresentado como uma nova instituição, mas como havendo sido estabelecido na criação. Deve ser lembrado e observado como a memória da obra do Criador. Apontando para Deus como Aquele que fez os céus e a Terra, distingue o verdadeiro Deus de todos os falsos deuses. Todos os que guardam o sétimo dia, dão a entender por este ato que são adoradores de Jeová. Assim, é o sábado o sinal de submissão a Deus por parte do homem, enquanto houver alguém na Terra para O servir. O quarto mandamento é o único de todos os dez em que se encontra tanto o nome como o título do Legislador. É o único que mostra pela autoridade de quem é dada a lei. Assim contém o selo de Deus, afixado à Sua lei, como prova da autenticidade e vigência da mesma.

Deus deu aos homens seis dias nos quais trabalhar, e exige que seus trabalhos sejam feitos nos seis dias destinados a isso. Atos necessários e misericordiosos são permitidos no sábado; os doentes e sofredores em todo o tempo devem ser tratados; mas o trabalho desnecessário deve ser estritamente evitado. “Se desviares o teu pé do sábado, e de fazer a tua vontade no Meu santo dia, e se chamares ao sábado deleitoso, e santo dia do Senhor, digno de honra, e o honrares não seguindo os teus caminhos, nem pretendendo fazer a tua própria vontade. …” Isa. 58:13. Tampouco fica nisto a proibição. “Nem falar as tuas próprias palavras”, diz o profeta. Aqueles que no sábado discutem assuntos de negócios ou fazem planos, são considerados por Deus como se estivessem empenhados na própria transação de negócio. Para santificar o sábado não devemos mesmo permitir que nosso espírito se ocupe com coisas de caráter mundano. E o mandamento inclui todos dentro de nossas portas. Os que convivem na casa devem durante as horas sagradas pôr de parte suas ocupações mundanas. Todos devem unir-se a honrar a Deus por meio de um culto voluntário em Seu santo dia.”

Patriarcas e Profetas, págs. 307 e 308

h1

Haiti: uma perspectiva diferente da tragédia

janeiro 29, 2010

Ao visitar o Haiti na semana seguinte ao terremoto do dia 12 de janeiro, o Pastor Luís Miguel Acevedo, diretor da ADRA República Dominicana, percebeu que os haitianos tinham falta de algo que o dinheiro não pode comprar: a esperança. “A cena mais dura que vi, foram pessoas caminhando sem um rumo definido, com vários mortos ao lado, com os olhos perdidos na distância, pensando que tudo havia terminado para eles”.

Contudo, não foi um momento triste que marcou o pastor em sua última visita ao Haiti, mas um espírito de gratidão e força de vontade que alguns adventistas demonstraram. Acevedo conta que: “Uma das noites que estive lá, escutei um grupo de fiéis irmãos cantar… toda a noite cantando e exaltando o nome de Deus, porque Deus foi bom com eles e os protegeu. É incrível, no meio da adversidade, ver como muitos que ficaram sem casa, alguns sem familiares, estavam cantado ao Senhor, para glorificá-Lo. Isso me impressiona mais que o desastre e todo o mal que vi… essa expressão de adoração que tem os irmãos aqui”.

Além da ajuda física, a ADRA e a Igreja Adventista tem levado esperança ao Haiti e comprovado que os habitantes deste país tem recebido de DEUS uma força incrível para lutar contra os seus maiores medos e desafios. O Pastor Luis Acevedo conclui relatando o que viu: “Todavia existe esperança… Muitos decidiram ser voluntários para salvar a outros e isso me enche de emoção. Tive a oportunidade de ver alguns garotos, que haviam perdido praticamente toda a família, dizerem que não podiam ficar sem fazer nada e queriam salvar a outras pessoas”.

Se você também não quer ficar sem fazer nada, procure uma agência da ADRA mais próxima da sua casa e faça uma doação ou acesse o site http://www.adra.org. Os adventistas também podem fazer as doações em suas congregações, identificando-as como oferta para o SOS Haiti – ADRA. Leve você também esperança ao Haiti e “transforme o mundo, uma vida de cada vez”.

Márcio Basso.

(retirado de advir)

h1

Adventistas fazem a diferença no Haiti

janeiro 25, 2010
h1

Terceiro Mandamento

janeiro 24, 2010

“‘Não tomarás o nome do Senhor teu Deus em vão; porque o Senhor não terá por inocente o que tomar o Seu nome em vão.’ Êxo. 20:7.

Este mandamento não somente proíbe os falsos juramentos e juras comuns mas veda-nos o uso do nome de Deus de maneira leviana ou descuidada, sem atentar para a sua terrível significação. Pela precipitada menção de Deus na conversação comum, pelos apelos a Ele feitos em assuntos triviais, e pela freqüente e impensada repetição de Seu nome, nós O desonramos. ‘Santo e tremendo é o Seu nome.’ Sal. 111:9. Todos devem meditar em Sua majestade, pureza e santidade, para que o coração possa impressionar-se com uma intuição de Seu exaltado caráter; e Seu santo nome deve ser pronunciado com reverência e solenidade.” Patriarcas e Profetas, pág. 306 e 307

h1

Feito para as alturas

janeiro 22, 2010

Ele o fez cavalgar sobre as alturas da terra… (Deut. 32: 13)

Responda rápido: Qual é o alvo e propósito da sua vida?? (…) Hum…? Não tem? Então você faz parte da maioria esmagadora da população. Em geral, o que as pessoas querem é um diploma, um bom emprego, ter a própria casa e carro, formar uma família, ser feliz e nada mais. Parece um bom conceito de vida,  humilde e sem arrogância. Mas na verdade, essa é a famigerada mediocridade. E Deus não nos fez para isso.

Na verdade, Ele nos criou com grandes expectativas. Deus sonha mais alto para nossa vida do que nós mesmos. Seu coração de pai anseia que sonhemos com grandes feitos. Aliás, sabe aqueles sonhos que você tem vergonha de contar ao seu melhor amigo por serem altos demais? Pois é, são estes que agradam a Deus. Pois, se levarmos em consideração a grandeza e o poder de Deus e lembrarmos de Seu amor por nós e que somos Seus filhos, então podemos concluir que é ofensa viver na mesquinhez ou mediocridade.  Porque todos os Seus super-poderes estão à disposição para quem quer escalar as alturas.

Mas, você pode me dizer: – Pastor, sou filho de Deus, mas não vivo a experiência do sucesso. Por quê? Bem, toda pessoa que busca o sucesso deve saber que nada cai do Céu por acaso, nem mesmo as bênçãos de um Pai de amor. Para que você receba o auxílio divino para alcançar uma alta meta de vida, deve seguir algumas normas.

Como chegar às alturas

Primeiro, é preciso eliminar os pecados da alma. O pecado é como uma enorme bola de ferro amarrada à nossa perna com correntes. É impossível voar assim! Existe uma urgente necessidade de abandonar pequenos e grandes erros para se chegar à meta. Enquanto as inclinações naturais estiverem vencendo na vida, as bênçãos do Céu não chegarão. Portanto, quem quer alcançar algo importante deve tomar uma resoluta decisão de batalhar contra as próprias tendências. A vitória contra os pecados é a primeira de muitas. Se, ao ler estas linhas, você resolver fazer um exame em seu coração, quero adverti-lo que possivelmente vai encontrar pecados que foram responsáveis por mantê-lo rastejando. Mas, aproveite a oportunidade para confessar seu erro a Deus, busque o arrependimento, peça perdão, abandone o pecado e fique livre para voar.

Segundo, deve ser fiel aos princípios religiosos. Esteja onde estiver, faça o que fizer mantenha as normas bíblicas intactas. Não caia na tentação de achar que, em alguns momentos, será preciso burlar algum preceito divino para chegar a algum lugar; este é um conceito espúrio. Na verdade, quanto mais íntegro você for, mais beneficiado será por Deus. Outro aspecto da fidelidade incondicional aos princípios de Deus é a confiança que você vai gerar em pessoas que poderão abrir portas a você. Sobre a fidelidade ainda, lembro de uma promessa divina registrada por Ellen White: “Amparados pelos princípios religiosos, podeis atingir qualquer altura que desejardes.” (Mensagens aos Jovens, 36)

Terceiro, é determinante você estabelecer um alvo. Analisando dentro do contexto de alcançar sucesso, não adianta você limpar seu coração, guiar-se pelos princípios bíblicos se você não sabe aonde quer chegar. Portanto, estabeleça um alvo concreto e bem definido. E muito, muito alto!!! Não tenha medo de arriscar, coloque um grande objetivo para sua vida. Se você tiver em mente aonde quer chegar, saberá o que fazer no presente. Suas decisões e atitudes de agora serão norteadas pela sua meta de futuro. Contudo, lembre que você não vai chegar lá num mês ou num ano.  A construção do sucesso é semelhante à de uma torre; Depois do projeto, vêm as etapas de edificação que iniciam com a base passando pelo erguimento das paredes até o acabamento. Então, programe-se a longo prazo. E lembre: Nenhuma torre foi construída num passe de mágicas, mas elas existem…

Bem, depois disso restam somente três coisas: Trabalhar, trabalhar e trabalhar. Não poupe esforços legítimos para chegar ao topo. Não tenha dó de você mesmo. Acredite que seu esforço diário, por mais que não aparente, está aprofundando raízes para você crescer com firmeza e não cair lá de cima. Não se detenha na grande soma de trabalho que terá que realizar na vida, isso pode oprimi-lo. Olhe para o trabalho do dia lembrando que deve viver um dia de cada vez. Mesmo assim, terá dificuldades, mas em cada dificuldade superada você vai receber mais força para a próxima. E uma vitória após outra vai gerar em você uma das principais virtudes das pessoas de sucesso, a perseverança.

E um último conselho, querido jovem. Saiba que tipo de sonho você deve sonhar. Deus não considera a aquisição de coisas materiais e mundanas como provas de sucesso grande sucesso; na realidade, isso seria rastejar em uma piscina com bolhas de sabão. O verdadeiro sucesso é medido pelo tanto de pessoas que você vai influenciar para o bem. Quanto mais pessoas você influenciar positivamente mais sucesso você terá. Quer um grande exemplo? Jesus. Ele foi a pessoa de maior sucesso que já pisou nessa terra, pois influenciou o mundo todo em todas as gerações. Siga Seus passos e você um dia vai chegar onde Ele está.

Reflita um pouco mais

“Perseverai na obra que iniciastes, até alcançardes uma vitória após outra. Educai-vos para esse fim. Conservai em vista a mais elevada norma, a fim de realizardes maior e ainda maior bem, refletindo assim a glória de Deus.” Ellen White (Mensagens aos Jovens, 48)

“E o Senhor te porá por cabeça, e não por cauda; e só estarás em cima, e não debaixo, quando obedeceres aos mandamentos do Senhor, teu Deus, que hoje te ordeno, para os guardar e fazer.” Moisés (Deuteronômio 28:13)

h1

Haiti? Por quê?

janeiro 22, 2010

“A situação humanitária do país, o mais pobre das Américas, é caótica, pelo menos 75 mil de pessoas morreram segundo a Defesa Civil, e espera-se que o número de vítimas cresça.
Cadáveres foram enterrados em valas comuns ou pelas próprias famílias. Comida, água e medicamentos escasseiam.” (g1)

CAOS! Talvez seja a melhor palavra que possa expressar esta situação. Ainda há muitas pessoas à procura de emprego após a destruição, ainda há crianças sendo regatadas sem família, ainda há cirurgias feitas sem anestesias, amputações necessárias com uma assistência mínima possível, e até pessoas sem assistência.

“Eles sofrem. Todas as pessoas aqui sofrem. Faltam materiais e sangue. Não tem anestesia, não tem ortopedistas. Então, eles morrem, eles morrem, eles morrem. Eles morrem de sofrimento. Eles morrem por falta de tratamento.” (depoimento disponível no link)

Por quê?! Você já parou pra pensar por que essas coisas acontecem?!

(Este artigo não almeja concluir este tema [talvez seja impossível!], mas tentar apenas realizar uma breve reflexão.)

Juízos cheios de misericórdia! Olha alguns textos que encontrei:

“O tempo dos juízos destruidores da parte de Deus é o tempo de misericórdia para aqueles que [agora] não têm oportunidade de aprender o que é a verdade. O Senhor olhará para eles com ternura. Seu coração compassivo se enternece, e a mão do Senhor ainda está estendida para salvar, enquanto a porta é fechada para os que não querem entrar. Será admitido um grande número de pessoas que nestes últimos dias ouvirem a verdade pela primeira vez.” Eventos Finais, pág.182

Pessoas feridas esperavam para serem atendidas em Porto Príncipe.

“Todos os juízos sobre os homens, antes do final do tempo da graça, foram misturados com misericórdia.” Eventos Finais, pág. 265

Talvez seja fácil nós olharmos e dizermos: são os juízos de Deus. Afinal não somos nós que estamos lá! Porém me lembro de uma frase: “Os obstáculos que aparecem na nossa vida, são as oportunidades de Deus em nós”. Às vezes, Deus precisa realizar essas catástrofes para que algumas pessoas olhem pra Ele.

Nunca foi da vontade de Deus que essas coisas ruins acontecessem. Se existe um Ser que só quer o nosso bem. Este é Deus! É o próprio Amor! (I João 4:8) Não é Ele o causador, mas um mal chamado pecado. Aquele que separa o homem de Deus.

E é triste observar quanta gente acariciando-o. Afinal, o que nós temos feito da vida? Realmente crido na volta de Jesus? Como temos administrado nosso tempo de graça? Temos orado? Temos tido momentos com Deus? Temos nos compadecido do próximo? Temos amado a Deus de todo o nosso ser?

Se suas respostas foram não. Ainda é tempo de graça! Se Sim, “Ora vem Senhor Jesus”.

E, se falamos até agora de Juízos cheios de misericórdia, temos que ter cuidado e também advertir o nosso semelhantes de outro tipo de juízo:

“Na ocasião em que os juízos de Deus estiverem caindo sem misericórdia, oh! quão invejável para os ímpios será a posição dos que habitam “no esconderijo do Altíssimo” – o pavilhão em que o Senhor esconde todos os que O têm amado e obedecido a Seus mandamentos! Em tal tempo como esse, a condição dos justos será realmente invejável aos que estiverem sofrendo por causa de seus pecados. Mas a porta da graça estará fechada para os ímpios. Depois que terminar o tempo da graça não serão mais oferecidas orações em seu favor.” Eventos Finais, pág. 235

Aproveite a graça!

(Felipe Scipião)

h1

03 – A História do Homem Lombada

janeiro 20, 2010

03 – A História do Homem Lombada

Clique no link abaixo para ver o restante dos vídeos:

Read the rest of this entry ?