h1

Hoje Não

fevereiro 26, 2010

Você me disse que hoje tem tudo para ser um dia péssimo, pois, hoje você não usará o seu carro importado todo equipado. Hoje, na verdade, nem tem carros, motos, caminhões ou ônibus nas ruas. Hoje não existirá a vizinhança a qual está acostumado. Hoje no escritório não terá o brincalhão ascensorista, nem as palavras otimistas da telefonista, nem a lealdade e zelo da secretária.

Hoje não haverá aulas. Não tem mais a talentosa pedagoga despertando a habilidade para desenho do seu filho mais novo. Hoje não tem mais o dedicado professor de História tentando estimular sua filha do meio a também gostar da matéria. Hoje não tem futebol no society que você e seus amigos alugam.

Hoje os bancos não funcionam. Você reclamou que hoje não poderá sacar dinheiro. Na verdade, hoje terás que viver sem poder comprar nada. Hoje se encerra também o recebimento da energia elétrica nas casas. Não tem mais televisão, computador, internet, geladeira. Nem ao menos um ventilador.

Em contrapartida eu lhe respondo: hoje é o dia mais feliz da História! Hoje não tem os ruídos e a poluição dos carros nas ruas, nem motos passando quase em cima das pessoas ou motoristas de ônibus achando que são donos das ruas. Hoje não tem aquela sua vizinha debruçada no muro, fofocando de tudo e de todos. Hoje não tem o barulho maldito da reforma interminável do novo prédio.

Hoje não tem o carrasco e o estresse do seu chefe, nem àquela hora-extra não remunerada no trabalho; muito menos o enfarte, a gastrite ou a lesão por esforço repetido causados pelo excesso de trabalho. Hoje você não precisará pagar para ter uma grama sintética para se divertir com seus amigos, pois tem pela frente a melhor grama jamais plantada. Hoje não terá o consumismo de coisas supérfluas. Hoje não há mais as taxas bancárias exorbitantes. Hoje não existe mais endividamento. Hoje não tem mais fumaça, lixo atômico, buraco na camada de ozônio, Faustão, Galvão Bueno, Horário Político, baixarias e pornografias. Hoje não existe mais fome, dor, choro, tristeza ou aflição. Hoje tudo é perfeito novamente.

Hoje não tem um monte de coisas com as quais você sempre conviveu. Coisas sem as quais você acha que não vive sem. E que aqui, no céu e durante toda a eternidade, simplesmente não fazem falta nenhuma! Fico muito triste por você estar escolhendo juntar “tesouros na Terra, ao invés de no céu”, se apegando a esse mundo cruel, frio e pecador. Hoje é o dia mais feliz da História. Queres viver nele?

Ass.: Seu Anjo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: