h1

Moisés

abril 26, 2010

“Então, disse Moisés a Deus: Quem sou eu para ir a Faraó e tirar do Egito os filhos de Israel? Deus lhe respondeu: Eu serei contigo; e este será o sinal de que Eu te enviei: depois de haveres tirado o povo do Egito, servireis a Deus neste monte. Êxo. 3:11 e 12.

Devoção e humildade sempre caracterizaram os homens a quem Deus confiou importantes responsabilidades em Sua obra. O chamado divino a Moisés no deserto encontrou-o sem confiança em si mesmo. Ele reconheceu sua incapacidade para a posição a que Deus o chamara; havendo, porém, aceito o encargo, tornou-se um polido instrumento nas mãos de Deus para realizar a maior obra já confiada aos mortais.

Houvesse Moisés confiado em sua própria força e sabedoria, aceitando com avidez a grande incumbência, e teria evidenciado sua completa inaptidão para tal obra. O fato de que um homem sente a sua fraqueza é ao menos alguma prova de que se compenetra da magnitude da obra a ele designada, e isso dá lugar à esperança de que fará de Deus seu conselheiro e força. Tal pessoa não irá mais longe nem se moverá mais depressa do que sabe que Deus a está guiando.

O homem adquirirá força e eficiência ao aceitar as responsabilidades que Deus põe sobre ele, e ao procurar de toda a alma qualificar-se para assumi-las devidamente. Por humilde que seja a sua posição ou limitada a sua habilidade, atingirá a verdadeira grandeza o homem que atende prazerosamente ao chamado do dever e, confiando na força divina, procura efetuar sua obra com fidelidade. Ele sentirá que tem o sagrado encargo de batalhar contra o mal, de fortalecer o que é certo, de elevar, confortar e abençoar seus semelhantes. A indolência, o egoísmo e o amor da aprovação terrena precisam submeter-se a esse elevado e santo chamado.

Empenhado em semelhante trabalho, o fraco tornar-se-á forte; o tímido, audaz; o irresoluto, firme e decidido. Cada qual vê a importância de sua posição e atitude, visto que o Céu o escolheu para realizar um trabalho especial para o Rei dos reis. Tais homens deixarão o mundo em melhor situação por haverem vivido nele. Sua influência é exercida para elevar, purificar e enobrecer todos aqueles com quem se põem em contato, e assim eles ajudam a preparar os semelhantes para as cortes celestiais.”

Signs of the Times, 11 de agosto de 1881.

Anúncios

One comment

  1. Achei muito bom esse artigo.

    Gostaria de receber mais artigos qye relatem a vida e o ministerio de Moisés.



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: