Archive for agosto \28\UTC 2013

h1

Recordação

agosto 28, 2013

Memorias do meu Avô

“As recordações são os únicos belos astros que adornam a noite da velhice.”

Oséas Florêncio de Moura

Anúncios
h1

Mãos

agosto 21, 2013

Memorias do meu Avô

“As minhas mãos são calosas
Sinais de um viver bem rude
Mas sabem pegar em rosas,
Sem lhes manchar a virtude.”

Oséas Florêncio de Moura

h1

O Maio da vida

agosto 14, 2013

Memorias do meu Avô

“O Maio da vida floresce apenas uma vez”

Oséas Florêncio de Moura

h1

Rosas Brancas

agosto 7, 2013

Memorias do meu Avô

“Vou te dizer uma história
Que me contou uma rosa,
-Não há decerto memória
Duma linda mais formosa

O que eu te vou relatar
Vem dum idílio de amor
Que teve a luz do luar
Com uma roseira em flor

Assim que a lua nascia,
E começava a brilhar
Sobre a roseira caía
A branca luz do luar

E tantos beijos trocaram,
O luar e a tal roseira
Que as rosas todas tomaram
Do luar a cor inteira

Aqui tens tu a razão
das rosas brancas, sem cor
-São frutos duma ilusão
-São beijos dum puro amor”

Oséas Florêncio de Moura