Posts Tagged ‘cruz’

h1

“A Cruz que era minha”

maio 19, 2008

No último sábado, a igreja que freqüento deu início a III Jornada Espiritual. Desde então, tenho acordado durante as madrugadas para buscar a Deus. Participei da I Jornada e foi o melhor momento de comunhão que tive na minha vida. Esta última é focada no Espírito Santo e tem demonstrado que novamente vou ter esses momentos. Não é fácil acordar no meio da noite, realmente não é mesmo. Mas uma hora que você passa apenas lendo e refletindo no amor de Jesus é mais válido que o “sagrado” sono.

Só para começar, ser acordado pelo Espírito Santo te chamando pelo nome me lembra a história de Samuel, quando foi chamado. É uma sensação incrível. Realmente parece que tem alguém do seu lado, e esta maravilhosa experiência só passando para saber.

Na lição de hoje, algo me tocou profundamente. Antes mesmo de ler o título (A Cruz que era minha) fiquei pensando em “n” coisas, mas a minha mente não conseguia parar de pensar na verdade: a cruz que Jesus carregou não era dEle, era nossa. Adão e Eva pecaram e para não sofremos eternamente com a culpa deles, Cristo deu a Sua vida para nos livrar. Deu-nos total arbítrio para escolher se realmente é a Ele que amamos. Porém, depois de compreender isto ficou totalmente impossível não amá-Lo.

Gente, a Segunda Vinda de Jesus está próxima. Fico bastante triste quando percebo pessoas brincando de ser crente. Não estou julgando ninguém, até porque também tenho minhas falhas, mas já não é mais tempo de fingimento. Repito a frase do Pastor José Amorim, que realizou a semana de oração lá na igreja: Não pense que porque você é jovem que pode ficar usando este argumento para pecar. José também era jovem quando deu um grande exemplo cristão e não precisou de seu pai para mostrar que ele sabia que haveria um Cristo para sangrar por ele.

Portanto, pense nas suas atitudes e avalie se elas condizem com a sua vida cristã. É hora de aceitá-Lo. Amar a mensagem da Cruz, de um Deus poderoso, e que mais uma vez ressalto, o único a dar a vida eterna por VOCÊ.

h1

Tanto sofrimento!

outubro 20, 2007

AspasMesmo antes de Se revestir da humanidade, vira toda a extensão da estrada que devia trilhar, a fim de salvar o que se havia perdido. Toda angústia que Lhe dilacerou o coração, todo insulto atirado a Sua fronte, toda privação que foi chamado a suportar – tudo Lhe foi exposto antes de deixar de lado a coroa e as vestes reais, e descer do trono para revestir Sua divindade com humanidade. A vereda que se estendia da manjedoura ao Calvário, estava toda diante de Seus olhos. Conhecia a angústia que dEle se havia de apoderar. Sabia tudo e, todavia, disse: “Eis aqui venho; no rolo do Livro está escrito de Mim: Deleito-Me em fazer a Tua vontade, ó Deus Meu; sim, a Tua lei está dentro do Meu coração.” Sal. 40:7 e 8.

Via sempre diante de Si o resultado de Sua missão. Sua vida terrestre, tão cheia de fadiga e sacrifício, era alegrada pela perspectiva de que todo o Seu trabalho não seria em vão. Dando a própria vida pela vida dos homens, reconquistaria o mundo à lealdade para com Deus. Conquanto devesse primeiro receber o batismo de sangue; embora os pecados do mundo Lhe devessem pesar sobre a alma inocente; se bem que a sombra de indizível aflição sobre Ele impendesse; todavia, pelo gozo que Lhe estava proposto, preferiu sofrer a cruz e desprezar a afronta.aspas

O Desejado de Todas as Nações, pág. 410

AspasJesus não reputou o Céu um lugar desejável, enquanto nos achávamos perdidos. Deixou as cortes celestes por uma vida de vitupério e insultos, e uma ignominiosa morte. Aquele que era rico nos apreciáveis tesouros celestes, tornou-Se pobre, a fim de, pela Sua pobreza, nos tornarmos ricos. Cumpre-nos seguir a vereda por Ele trilhada.aspas

O Desejado de Todas as Nações, pág.417

Fica a reflexão: O que temos feito mediante todo esse maravilhoso amor?