Posts Tagged ‘vida’

h1

Funções e a Vida Espiritual

setembro 17, 2010

Em alguns próximos posts vou fazer algumas analogias com as Ciências Exatas e da Terra. Vou começar fazendo uma comparação entre nossa vida espiritual e uma função constante, primeiramente, gostaria de agradecer ao Christian que me deu grande parte da ideia deste post.

Nesse primeiro vou fazer uma comparação com algo que é muito estudado. Funções.

Se você não gosta de matemática, mesmo assim, leia esse post até o final, pois ele terá sentido quando você terminar de lê-lo.

O que é uma função constante?

Para você que não sabe o que é isso, ou até mesmo, não se lembra…Aí vai a definição:

Uma função é dita constante quando é do tipo f(x) = k, onde k não depende de x .
Exemplos:
a) f(x) = 5
b) f(x) = -3

Nota : o gráfico de uma função constante é uma reta paralela ao eixo dos x .

Uma função constante é uma função do primeiro grau(ou afim).

O coeficiente angular da função do primeiro grau ou afim(uma reta) diz como a reta irá se comportar, se ela será crescente ou decrescente.

Dois exemplos:

Função Crescente e Decrescente

O que isso tem a ver com nossa vida espiritual?

Nossa vida espiritual pode estar ascendente, ou seja, uma função afim crescente, e pode estar descendente, ou seja uma função afim decrescente. Sabemos muito bem disso. Existem momentos em que estamos muito bem espiritualmente, já em outros momentos não estamos.

E o que tem a ver a função constante com isso? Nossa vida espiritual nunca é uma função constante, ela nunca está “parada”, você não pode dizer que um ato seu não está ‘te afastando’ nem te ‘aproximando Deus’, não existe isso. Só existem duas formas: Ou você faz algo para glorificar o nome de Deus ou não. Não há meio termo.

E dessa forma, tudo que nós façamos, é preciso que nos perguntemos: Isso está me afastando ou me aproximando de Deus? Pois agora você já sabe que um ato seu ou TE APROXIMA DE DEUS ou NÃO. Não dá para ficarmos em cima do muro.

Franzé Jr.

h1

Duas coisinhas fundamentais

novembro 21, 2008

Duas coisinhas fundamentaisOntem tive a oportunidade de ir a um hospital com pacientes com câncer. Chegando lá, conversei um bom tempo com uma jovem. Seu nome é Iamara, uma moça de 26 anos, estudante de ciências contábeis, que, infelizmente, tem lutado contra o câncer há dois anos. Ela foi diagnosticada com câncer no intestino grosso. Ano passado, fez uma cirurgia para remoção da parte que estava afetada no intestino grosso e também os ovários, no qual o câncer já havia se alastrado.

Batemos um papo por quase duas horas. Ela se mostrava calma, com um semblante sereno, porém sentindo pequenos tremores e dormência nos pés e mãos devido ao tratamento. Fico imaginando a situação de uma moça como essa: jovem, com toda uma vida pela frente, teve que parar os estudos por causa da doença; agora se encontra numa enfermaria com mais três pessoas, acompanhada de sua mãe e com uma doença que tem o poder se alastrar facilmente por todo o corpo.

Já pensou se você estivesse numa situação como essa?!

Fico meditando no privilégio que temos todos os dias de desfrutar a vida, a saúde e mesmo assim não dar valor a essas duas coisas tão simples, porém tão essenciais. Fico pensando em quantas vezes nos sobrecarregamos de preocupações pessoais e não notamos esses dons que Deus nos dá, em contraste com essas pessoas que batalham pela simples situação de saúde e muitas vezes deixam todos os seus objetivos e conquistas pessoais de lado.

Você já pensou quanto tempo você passa pensando em arranjar uma namorada, ou no tanto de coisa que você tem que estudar ou quem sabe num emprego e quanto tempo você pára pra perceber essas duas coisinhas fundamentais?

Penso muito também sobre quantas vezes temos negligenciado essas pessoas. São crianças, jovens, adultos, idosos que passam por sofrimentos terríveis, e que, às vezes, necessitam apenas de uma palavra de esperança, um sorriso, uma conversa, uma motivação. O pior é pensar que temos essa Palavra, que podemos dar um sorriso, que podemos ajudar essas pessoas e não temos feito.

Está mais do que na hora de seguir o exemplo do Mestre, que passou mais tempo curando e restaurando as necessidades das pessoais do que pregando.

“Os servos de Cristo devem seguir-Lhe o exemplo. Andando de lugar em lugar, consolava Ele os seguidores e curava os enfermos. Apresentado-lhes, então, as grandes verdades concernentes ao Seu reino. Esta é a obra de Seus seguidores” Serviço Cristão, págs. 100 e 101

“O exemplo de Cristo deve ser imitado por quem professa ser filho de Deus. Aliviai as necessidades materiais de vossos semelhantes, e sua gratidão quebrará barreias, permitindo cativar-lhes o coração. Considerai seriamente este assunto.” Serviço Cristão, pág. 101

“Muitas pessoas que não pertencem a nossa fé, estão anelando o próprio auxílio que os cristãos têm o dever de dar. Caso o povo de Deus mostrasse genuíno interesse em seu próximo, muitos seriam alcançados pelas verdades especiais para este tempo.” Serviço Cristão, pág. 103

Um abraço,

FSM

h1

Pequenos atos, grandes coisas

junho 27, 2008

Cada ato da vida, por pequeno que seja, tem sua influência para o bem ou para o mal. A fidelidade ou a negligência naquilo que aparentemente são os menores deveres, pode abrir a porta para as mais ricas bênçãos da vida ou para as suas maiores calamidades. São as pequenas coisas que provam o caráter. São os atos despretensiosos de abnegação diária, praticados com um coração prazenteiro e voluntário, que Deus aprova. Não devemos viver para nós mesmos, mas para outrem. E é apenas pelo esquecimento de nós mesmos, alimentando um espírito amorável, auxiliador, que podemos tornar nossa vida uma bênção. As pequenas atenções, as cortesias pequenas e singelas, muito representam no perfazer o total da felicidade da vida; e a negligência destas coisas constitui não pequena participação na desgraça humana.

Patriarcas e Profetas, pág. 158

h1

Falta de princípios

maio 2, 2008

Na segunda-feira passada, os que assistiram um pouco de televisão puderam perceber o que passava na maior parte dos canais ou então nas propagandas flashs do que estava acontecendo no edifício London, na Zona norte de São Paulo. A simulação ou reconstituição do crime. Este que marcou o Brasil, e mesmo se não marcasse é uma das coisas que mais está se falando na imprensa. Sim, mas o que teria acontecido com Isabella? Seu pai, sua madrasta ou um terceiro teria jogado-a do sexto andar? A menina desceu com uma velocidade de 72km/h em menos de 2 segundos ela estava no térreo. Aqui não quero falar quem fez o crime, isso não importa agora. A justiça está investigando, e queira Deus que a verdade possa ser descoberta.

O nome do post: “Falta de princípios”, mas o que isso tem a ver com o Caso Isabella? Tudo! Ou pelo menos devia ter. Princípio é algo que todos nós devíamos semear em nossas vidas, algo em que acreditamos e que ninguém aqui na terra poderá tirar de nós. Não roubar, por exemplo, é um mandamento mas também pode ser um princípio. No trabalho, colégio devíamos ter sempre em mente que não somos movidos pelo que vemos, mas pelo que cremos. Algo me marcou na segunda-feira da simulação do crime foi em saber que vários populares iam para perto do edifício London não para ver se a justiça estava sendo cumprida, mas para vender churrascos, sorvetes, para realmente se aproveitarem da oportunidade de ter várias pessoas por ali. Tiveram até políticos que foram deixar seus folders. Seria aproveitamento? Não estou querendo dizer que nas imediações do edifício só teriam pessoas aproveitadoras, claro que alguém ali estava seriamente.Mas, para que dizer que está querendo justiça e não ter princípios consigo mesmo?

Quantas “Isabellas” são mortas diariamente? Claro que não são jogadas de prédios, mas diversas pessoas morrem por fatos banais, por que será tudo isso? Na cidade do Recife nos dois primeiros meses do ano de 2008 há uma média de mais de 20 mortos por dia. Muita violência? Será que tem solução?

Em meio há tantas tragédias, fatos que nos fazem repensar o valor da vida devíamos pensar o quão pequeno somos e olhar para aquele que sempre está lá quando precisamos: Deus. Quem irá saber se a justiça irá realmente ser cumprida com relação a Isabella? Não sabemos, mas sabemos que existe Alguém que sabe todas as coisas e é justo no que faz. E é nEle que devíamos nesses momentos nos voltar. Pense em Deus nesses momentos…

Meditemos na letra seguinte:

Virando a página
Para um novo amanhecer
Reorganizando o que é certo ou errado
Temos andado tão longe
Da verdade que não podemos voltar
Voltar ao lar que nos deu luz
Onde estão as leis que nos governam
Se acordarmos e olharmos pra trás
Somente para encontrar
O que temos perdido
Vamos voltar aos princípios da vida
Um coração puro, um amor verdadeiro
Uma fé que é ardente
Fundamentada em Deus
A esperança que dura pra sempre
Esses são os princípios da vida
Vamos voltar aos princípios da vida
Se os problemas dessa vida o afligirem
Somente ore e acharás a solução
Muitos não sabem que Ele existe
E que está aqui
Mas eu acredito, acredito na cruz
Eu acredito há esperança para nós
Ele é a Rocha que nos sustenta,
Sempre O exaltarei
Temos deixado a escuridão nos invadir
Vamos olhar a eterna luz
Nós precisamos dos braços do Pai
Basta à Ele se entregar
Você não pode esperar

Composição: D.R./ Versão: Communion

Franzé Jr.

h1

Vivo por Jesus

abril 14, 2008

Neste último final de semana, na Convenção de Liderança Jovem, tenho certeza que não só eu, mas todos os presentes tiveram a oportunidade de refletir um pouco mais na “vida por Jesus”. Em todo momento de louvor, cantamos a música oficial do CD jovem deste ano: Vivo por Jesus. Mas esta canção, pelo menos para mim, teve maior impacto após um relato feito pelo pastor Odaílson Fonseca, líder de Jovens da União Nordeste Brasileira. Ele apresentou o vídeo da Andressa Barragana.

Recordo que no ano passado assisti na igreja, um outro vídeo sobre esta garota. Ele contava a vida missionária que ela levava. Lembro que fiquei impressionada como uma criança conseguiu montar um pequeno grupo enorme de outras crianças. Ela ensinava a cantar, contava histórias e orava. Uma verdadeira serva de Deus.

Neste segundo vídeo, mais recente, mostrava que Andressa não havia parado. Ela continuava a sua vida de dedicação e compromisso com Cristo. As imagens relatavam à rotina da pequena jovem, que a cada dia tinha uma atividade diferente, mas sempre voltada para a causa de Jesus. Um dia era a gravação do programa de rádio para crianças, outro era uma visita ao asilo, pequeno grupo, estudos bíblicos, oficinas de artes e assim por diante. Uma vida de serviço e amor ao próximo.

Se eu não me engano, o finalzinho do vídeo tinha cenas da Andressa falando sobre a volta de Jesus. E finalizava com a frase de que ela não pôde esperar para contemplar o momento citado. No dia 22 de março deste ano, Andressa dormiu no Senhor. Era um sábado pela manhã e ela estava indo pregar em uma igreja. No trágico acidente automobilístico, ela e mais três familiares faleceram. O motorista sobreviveu, ele era o pai dela e único da família que ainda não havia aceitado a Jesus.

Do mesmo jeito que me perguntei, você também deve estar questionando o porquê Deus permite essas situações com uma pessoa tão temente a Ele e de apenas 14 anos. A explicação veio logo após, o pai da Andressa está próximo ao batismo. As crianças da sua idade a têm como inspiração e agora também possuem uma vida de serviço. Não só elas, mas Andressa deixou um testemunho comovente e agora pessoas estão abreviando a volta de Jesus pelo exemplo de vida por Jesus. Sei que no Céu, vamos compreender inúmeras razões pela decisão de Cristo. Alguns vão ter a felicidade de reencontrá-la e outros de conhêce-la.

Temos plena consciência que o tempo não nos espera. Não aguarda de maneira nenhuma que estejamos dispostos a buscar Jesus. Por isto a importância de sempre estar em comunhão com Ele. Sendo assim, VIVA POR JESUS. Tenha uma vida de poder. Uma vida eterna.

h1

Vida após a morte

março 7, 2008

Olá amigos,

Sou o Roberto Vieira fui convidado pelo Franzé a estar participando das postagem do Blog, espero que gostem do que irei falar, tenho 22 anos, sou casado, Adventista e trabalho em São Paulo como Analista Programador. Agora que falei um pouco de mim deixa eu fazer uma pergunta:
 
Você acredita em vida após a morte? Eu acredito e tenho contatos com essas pessoas e são muito meus amigos.
 
Essa expressão pode ter soado estranho para muitas pessoas, mas é a pura verdade, e vocês vão entender o porquê.
 
Quando Jesus veio a essa terra Ele ensinou muitas coisas e o que ensinou é usado até hoje,diversas pessoas se entregam a uma nova vida devido aos ensinamentos e o amor dEle.
 
Atualmente, ter uma vida cristã é deixar tudo que você fazia de errado para trás e começar uma vida nova, um estilo de vida totalmente diferente, comidas, ambientes e até mesmo emprego. Uma vida com Cristo faz com que você se sinta renovado, seu jeito, sua mente, tudo em você começa a pensar e agir como um cristão.
 
Outro dia comentando com uma amiga do serviço que também é cristã, chegamos a conclusão que o mundo está se perdendo que as pessoas estão ficando individualistas, egoístas e que os pensamentos ficaram invertidos totalmente. E juntos percebemos que se não demonstrarmos a essas pessoas essa vida nova que Jesus oferece de graça, essas pessoas irão se perder, e ficou uma pergunta no ar “O que estou fazendo pra demonstrar o amor de Cristo?”.
 
Quem nunca ficou com medo de ir ao banheiro e ter um fantasma, ou dormir com a luz apagada depois de ver aquele filme de terror, a vida após a morte que eu acredito não é essa de assustar, nem muito menos de fazer com que você se esconda, pelo contrário, a vida que Deus oferece é uma vida alegre, uma vida que você não precisará se esconder, pois Deus estará sempre com você.
 
 A vida após a morte que Jesus nos deixou, é dessa que acredito e é essa que quero que você acredite, minha oração é que todos possam vir a esse mundo maravilhoso que é Jesus, e se entregar de coração e sentir como é bom ter uma nova vida, uma vida recheada de amor e carinho.
 
As pessoas tem medo de se entregar a Jesus, pensando que deixarão as coisas boas do mundo, que não serão felizes, pois tudo é regrado, mas é aí que se enganam, aqui nada é proibido, aqui você tem direito de fazer ou não fazer, e não fazemos porque Jesus nos deixou um guia de como viver bem e com saúde e essa guia se chama Bíblia.
 
É tão bom ir ao médico e ele falar “Olha com essa saúde você irá viver mais uns 100 anos”, quem não quer ter uma vida longa? Eu também quero e Jesus te oferece isso, seja fiel e terá a vida eterna, uma vida totalmente nova, uma verdadeira vida após a morte.
 
Você quer morrer para o mundo e se tornar uma pessoa nova?
Então venha para Jesus! Ele fará com que você morra e nasça de novo para um novo mundo.
 
Que Deus abençoe a todos.
Fiquem com Deus
 
Roberto Vieira

h1

Etapas da vida

dezembro 11, 2007

Olá pessoal!

Perdoem-me pela hora, devia ter postado ontem, mas estou com um dedo machucado e só agora estou conseguindo (na verdade, tentando) escrever. Enfim, esta semana eu estava pensando na minha infância e recordei que quando eu era criança eu sempre pensava: “Ah! Não preciso ficar me preocupando com minha vida espiritual até porque sou criança, quando eu for adolescente eu penso melhor nisso”.

Cheguei à adolescência e ela foi mais cruel do que pude imaginar. Tive momentos em que realmente estive afastada de Deus. Isto não significa que estava cometendo algo criminoso, mas só o fato de não sentir prazer de ir à igreja além do sábado, é bastante preocupante. Tive uma grande quantidade de amigos e era bastante influenciada, seja no modo de vestir até às músicas ouvidas. Passei por diversas tentações e, com o objetivo de curtir a minha adolescência, pensei mais uma vez: “não vou ficar ‘noiada’ com isso, quando eu for jovem, vai ser mais fácil. Não vou passar por tantas provações como agora na adolescência. Eu vou é aproveitar essa etapa da minha vida”.

Finalmente atingi a juventude. Hoje, tenho opinião própria, não sou mais influenciada pelos amigos. Graças a Deus, tenho o prazer de ir à casa do Senhor não só no sábado pela manhã, mas no sábado à tarde, domingo e quarta. Gosto de estar envolvida com as atividades da igreja. Busco ler a lição, a Palavra de Deus e tudo que for agradável aos olhos dEle. Porém, ser jovem também é difícil, assim como a vida adulta e a velhice também. As responsabilidades cotidianas aumentam cada vez mais e manter a comunhão com Deus tem se tornado muito mais difícil.

Hoje, não penso mais em qual fase da minha vida vai ser mais fácil ou mais complexa. Acredito que para Deus não existe um momento da vida que devamos estar mais dedicados a Ele. Na verdade, devemos estar preparados a qualquer hora porque não sabemos quando Jesus voltará pela segunda vez. Neste momento eu oro para estar preparada para a volta dEle. Eu anseio muito contemplar este dia. E você?

Firme está o meu coração, ó Deus! Cantarei e entoarei louvores de toda a minha alma.

 

Salmos 108:1

Que possamos vivenciar esse salmo e estarmos com o nosso coração preparado até a volta de Cristo.

Até segunda!
Abração,

Tatyanne.